Produtores capacitam cerca de seis mil profissionais para atuarem no agronegócio baiano

Publicada em 24/01/2018 às 10:10

 

Ascom Abapa

Como um dos seus principais pilares de atuação, a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) vem investindo na formação profissional de quem se dedica à produção agrícola no oeste da Bahia. Em 2017, foram capacitados 6.384 mil profissionais que atuam no campo e nos escritórios das fazendas do oeste da Bahia. Por meio do Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia, localizado em Luís Eduardo Magalhães, a entidade disponibilizou mais de 236 cursos e treinamentos, ligados diretamente ao campo, como Movimentação Operacional de Produtos Perigosos (MOPP), Operação de Trator e Plantadeira, Desenvolvimento de Lideranças, Operador de Máquinas Beneficiadoras de Algodão e Implantação do E-Social Contábil e Jurídico.

Ao participar do curso de Tecnologia de Pneus Agrícolas, o técnico de Luís Eduardo Magalhães, Edicarlos Bresolin, 35, entende que o principal diferencial será a mudança de conduta ao trabalhar de forma mais segura, correta e em menos tempo em caso de possíveis reparos. Para Cássio Fernando Batista, 34, de Formosa do Rio Preto, o curso de MOPP trouxe regras e dicas que vai passar a usar em campo, principalmente quando estiver transportando produtos com cargas inflamáveis. Funcionária da área de recursos humanos, Mayara Cruvinel, ficou satisfeita com o conhecimento aprofundado sobre o E-Social, que a partir do próximo ano, será a plataforma base para atualizar o banco de dados trabalhista e contábil das empresas. “O curso só veio a somar. As informações foram passadas de forma dinâmica”, elogiou.

 

Um dos parceiros para o desenvolvimento dos cursos ofertados pela Abapa, o gerente do Centro das Indústrias do Estado da Bahia (CIEB) Bruno Leal de Araújo, ressalta a importância destas atividades, que vem “levando aos associados cursos, palestras e workshops com temáticas atualizadas e ministradas por profissionais com conhecimento técnico e abrangente em suas áreas de atuação. O Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia conta com apoio do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), Agrosul-John Deere, Veneza Equipamentos-John Deere, Sindicato Rural dos Produtores Rurais de Barreiras/Senar, Senai, Sesi, Cieb, Oeste Pneus-Pirelli, Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães.

Por meio destas parcerias, o presidente da Abapa, Júlio Cézar Busato, acredita que entidade vem reunindo esforços junto aos proprietários das fazendas para garantir o pleno atendimento à legislação trabalhista, garantindo condições plenas de infraestrutura e conhecimento para que os profissionais do campo e nos escritórios das fazendas possam exercer as suas funções. “A cadeia agrícola do algodão emprega direta e indiretamente cerca de 33 mil pessoas. Por meio do Centro de Treinamento da Abapa, valorizamos e acreditamos no potencial dos profissionais que vem contribuindo para que o oeste baiano se mantenha como um dos principais pólos agrícolas do Brasil”, afirma.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br