O que me torna valioso?
  • Compartilhe:

Padre Ezequiel Dal Pozzo
contato@padreezequiel.com.br

Como posso medir e sentir o meu valor? Você se sente uma pessoa de valor ou tem baixa autoestima sobre você mesmo? Costuma dizer eu não valho nada, eu não consigo fazer isso, não consigo fazer aquilo, eu sou pior do que os outros? Tem muitas pessoas que têm essa baixa autoestima. Como podemos sentir nosso valor? O nosso valor não é possível ser medido através de cartão de crédito, nem classificá-lo num ranking mundial ou fundamentá-lo na pertença a um grupo ou a uma empresa, ou em qualquer âmbito profissional. E mesmo os mais preciosos símbolos de status nada informam sobre isso. Toda pessoa tem valor porque é criatura de Deus. Nós temos valor porque somos filhos e filhas de Deus.

Por mais impressionantes e singulares que sejam as minhas realizações, não posso calcular o meu valor em comparação com as outras pessoas e elas não podem determinar meu valor desse modo. O meu valor não está por aquilo que eu faço, por aquilo que eu tenho, pela empresa que eu pertenço, pelos créditos que eu tenho e assim por diante. Reconheço meu valor de verdade quando considero a fundo o mistério de minha vida. Tenho o meu valor porque sou uma pessoa humana, porque fui criado por Deus e por Ele escolhido. E tenho valor porque há algo em mim que só a mim pertence. Assim como eu me sinto ninguém mais sente, assim como eu respiro ninguém mais respira, não posso colocar o meu valor apenas naquilo que realizo. Minhas aptidões são parte do meu valor, mas não o constituem. São valores só enquanto partícipes de minha pessoa única, na qual Deus mesmo se manifesta. Deus se manifesta em mim, por isso eu tenho valor. Na tradição do cristianismo, o valor e a dignidade da pessoa consistem em que Deus havia criado o ser humano a Sua imagem e semelhança. No ser humano, portanto, resplandece a face de Deus. Pense nisso e sinta-se uma pessoa de valor.

Jornal Nova Fronteira