Jovem atleta barreirense vence doença, não desiste dos sonhos e vai jogar no Atlético Pachuca do México
  • Compartilhe:

O jovem atleta barreirense José Venâncio da Silva Souza, 19 anos, após combater um Cisto Ósseo reincidente e realizar tratamento e cirurgia no braço no Hospital Aristides Maltês, em Salvador, vai realizar o sonho de jogar em um grande time de futebol.

Quando pequeno o jovem Venâncio jogava no campo de chão batido da Vila Nova, em Barreiras, com o treinador Arnaldo (In Memoriam) e outras crianças da Vila e dos bairros próximos.

Filho de Janailda A. A. da Silva (Janaina), Venâncio acompanhou sua mãe e mudou-se para a cidade de Três Lagoas/MS. Aos oito anos de idade treinava na Escolinha do professor Léo, se destacando e atraindo atenção Cruzeiro de Minas Gerais, time que o convidou para um período de testes, mas devido a situação financeira da família não foi possível realizar os testes.

No ano seguinte a família passou a residir na cidade de Costa Rica, também em Mato Grosso do Sul, onde ele treinava na Associação Viva Mais, administrada treinador Roger Luciano. Mais uma vez se destacou, sendo selecionado para fazer testes no PSTC, também de Minas Gerais, mas novamente a situação financeira da família acabou frustrando seus sonhos.

Já em retorno a Barreiras, morando na Vila Nova com a avó de criação, dona Sidalia, Venâncio teve o retorno do cisto no braço direito, agora em situação mais grave. Na época, o médico da equipe médica oncológica pediátrica do Hospital Aristides Maltês o afastou das atividades físicas.

Esse período do retorno da doença deixou o jovem atleta barreirense abalado e sem esperança de voltar ao campo. Ainda em 2018, após cirurgia feita em Salvador e visando buscar outras fontes de atendimento médico, a família mudou para a cidade de Tibagi/PR, onde com muita luta e resiliência conseguiu uma vaga no hospital Erasto, em Curitiba. Mas para surpresa dos médicos, a doença, como num passe de mágica, havia sumido. Enfim estava curado.

Sempre acreditando na qualidade do filho e em busca de oportunidades, Janaina afirmou que chegou a vender cuscuz no pote e manteiga de garrafa. “As vendas eram feitas no comércio e para funcionário que trabalhavam na construção de uma barragem em Tibagi. O dinheiro arrecadado ajudava a custear as despesas das viagens nas peneiras e testes nas cidades próximas”, disse a orgulhosa mãe.

A grande virada na vida de Venâncio ocorreu em 2020, em Londrina/PR, na Associação Esporte Clube Águia, do treinador Cacau. Defendendo o Esporte Clube Águia, jogando como atacante aberto pela direita, foi o artilheiro da Copa Sul Americana na cidade de Colorado, também no Paraná. Nessa copa houve um grande divisor de águas na vida do Venâncio, pois acabou atraindo atenção de clubes e empresários.

Residindo a quase três anos em Dois Vizinhos/PR, e trabalhando como empacotador em um supermercado da cidade, Venâncio está sendo preparado por Islan, treinador e ex-jogador do time de base do Atlético Mineiro.

No próximo dia 30, acompanhado de seu agente, Luciano Roger dos Santos Batista, o jovem atleta embarca para a cidade de Pachuca, México, no qual atuará pela equipe Atlético Pachuca, divisão de acesso do Campeonato Nacional, período em que passará por uma adaptação e terá oportunidade de demonstrar seu talento e alavancar sua carreira futebolística.

As negociações foram intermediadas por seu agente, o ex-jogador e hoje treinador Luciano Roger, que já jogou no Toluca do México e trabalha com escolinhas de futebol na cidade de Costa Rica/MS.

Para finalizar, o jovem Venâncio fala de suas expectativas e a possibilidade de ajudar a família, que nunca desistiu dele nos momentos mais difíceis. “Tenho enorme gratidão pelo apoio de meus familiares. Teve momentos em que chorei muito, achava que era impossível continuar jogado, mas deixo como mensagem aos jovens que nutrem desejos de jogar futebol, para que nunca desistam de seus sonhos, nem mesmo nos momentos mais turbulentos e de desesperança, pois no final tudo vai dar certo”.

Jornal Nova Fronteira