2º Campanha Solidária Plantar para Alimentar distribuiu 7 mil cestas básicas em 32 municípios do estado
  • Compartilhe:

Projeto foi realizado pelos produtores rurais através das entidades representativas do agro

Marca Studio Criativo/Ascom Núcleo Mulheres do Agro

União e solidariedade: do agro para quem mais precisa!  Finalizando o período de arrecadação e distribuição de doações, a campanha solidária Plantar para Alimentar, uma iniciativa dos produtores rurais do Oeste baiano, comemora os números alcançados no socorro às vítimas das fortes chuvas que atingem diversas cidades da Bahia desde dezembro, causando muitos prejuízos e destruição.

Ao todo, a campanha arrecadou 6.988 cestas básicas, além de fardos e sacos de alimentos, kits de limpeza e higiene, cobertores, colchões e agasalhos que foram entregues nos centros comunitários e sedes das cidades de 32 municípios baianos: Angical, Cotegipe, Wanderley, Catolândia, Riachão das Neves, Tabocas, São Desidério, Baianópolis, Correntina, Santana, Brejolândia, Barreiras, Muquém do São Francisco, Serra Dourada, Formosa do Rio Preto, Barra, Coribe, Cocos, Canápolis, Santa Maria da Vitória, Cristópolis, Bom Jesus da Lapa, Jaborandi, São Félix do Coribe, Mansidão, Santa Rita, Luís Eduardo Magalhães, Paratinga, Morpará, Ibotirama, Carinhanha e Sítio do Mato.

Mais de 6 mil litros de água mineral, algumas cadeiras de rodas e até mesmo eletrodomésticos que foram doados também foram entregues às famílias durante a campanha. Além de produtores rurais e instituições, toda a sociedade civil foi convidada a doar.

Uma campanha de todos

A Campanha Plantar para Alimentar foi idealizada pelo Núcleo das Mulheres do Agro no ano passado, como uma iniciativa de levar alimentos às famílias que sofriam com os impactos trazidos pela pandemia. Em dezembro, porém, as chuvas causaram uma nova mobilização que envolveu todo o setor.

“Nossa união nos levou ao êxito dessa campanha, que atingiu centenas de famílias e os ofereceu um pouco de conforto no momento de maior desespero. Buscamos atender o máximo número de cidades que conseguimos, trabalhando em conjunto a todo momento”, conta a produtora rural Rosane Hopp, à frente da coordenação do projeto e das entregas dos donativos nas cidades.

O projeto é realizado pelos produtores rurais do Oeste da Bahia, e para o socorro aos atingidos pelas chuvas, contou com a participação das seguintes entidades: Aiba, Abapa, CDL Barreiras, Sindicato dos Produtores Rurais de LEM, Aprosoja Bahia, Aciagri, Acrioeste, Cooperfarms, Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras, Instituto SLC, Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (FAEB) e Fundação Bahia.

Levando em seu nome uma mensagem de união entre os produtores rurais, que através de sua produção alimentam todo o mundo, a campanha socorreu também os pequenos produtores das cidades atingidas, que chegaram a perder por completo ou tiveram suas lavouras gravemente afetadas pelas enchentes. De produtor para produtor, foram levados mantimentos e uma mensagem de conforto e gratidão.

Jornal Nova Fronteira