Revitalização do São Francisco atingirá R$ 130 milhões em 2015

Publicada em 13/06/2015 às 08:29

rio

Fonte Portal Brasil

O governo federal deverá investir mais R$ 94 milhões em ações de revitalização do rio São Francisco até o fim de 2015, afirmou o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi. Com o montante já liberado desde janeiro, o valor total alcançará aproximadamente R$ 130 milhões em dezembro.

O ministro participou nesta quinta-feira, 11, em Brasília (DF), de reunião ordinária da comissão externa que acompanha as ações dos governos federal, estaduais e municipais no combate à seca no semiárido nordestino, na Câmara dos Deputados.

As ações de revitalização compreendem preservação das nascentes, saneamento ambiental, recuperação de matas ciliares e contenção de processos erosivos – mil nascentes já foram recuperadas.

“Essas ações, iniciadas em 2005, são contínuas. A revitalização e as obras do Projeto de Integração do rio São Francisco são prioridades do governo federal no semiárido”, explica Gilberto Occhi.

Na reunião, o ministro detalhou as ações do governo federal no combate à seca no semiárido do Nordeste: apresentou dados sobre implantação de cisternas, sistemas coletivos de abastecimento de água, poços e atendimento da Operação Carro-Pipa.

O governo federal implantou na região 1.061.813 cisternas de 2003 a 2015 e 1.858 sistemas coletivos de 2011 a 2015 – os sistemas beneficiaram 74.320 famílias. Além disso, forneceu 6.702 carros-pipas, que atendem 3.760.210 nordestinos.

Obras estruturantes

O ministro também citou obras estruturantes em andamento ou previstas para o Nordeste, como Adutora do Pajeú, Cinturão das Águas, Canal das Vertentes Litorâneas e Adutora do Agreste.

“O governo federal não descuidou da estruturação de obras importantes que diminuirão cada vez mais a necessidade de ações emergenciais. Damos a resposta emergencial e pensamos nas ações estruturantes”, afirmou.

O relator da comissão, deputado Manoel Júnior (PMDB/PB), disse que o colegiado deverá produzir um relatório que aproxime os governos para ações de convivência com a seca e adversidades climáticas. “A contribuição do Ministério da Integração Nacional será de grande valia.”

2 Comentários

  1. Luciano Flavio disse:

    Aos meus conterrâneos,

    É com muita tristeza que recebo as noticias de minha terra, especialmente com referência aos nossos rios e em particular o nosso rio de ONDAS. Há algum tempo publiquei em alguns jornais de nossa cidade a exploração gananciosa e irresponsável por parte daqueles que se apresentam como desbravadores e autores do progresso de Barreiras. Mas vamos aos fatos. Quem daqueles que grilaou terras, forjou documentos de propriedade, expulsou nativos e de forma irresponsável atraiu aventureiros, fomentou e praticou injustiças que até hoje não foram punidas e caíram no esquecimento do judiciário. Quem são estes progressistas que exploraram nossas terras, que aplicaram agrotóxicos não liberados pela anvisa, envenenando nossa fauna, flora e nossas reservas hídricas, quem são estes progressistas que disseminam uma desertificação das nossas terras? Aqui eu pergunto, onde estão o gestores municipais, o legislativo e o judiciário que não percebem que os nossos rios estão secando e tomando coloração diferente, e consequentemente à morte a vida aquática? Senhores e senhoras, candidatos, vereadores e população: já é chegada a hora de dar um basta em tudo isso, o nosso RIO DE ONDAS, RIO GRANDE E OUTROS já agonizam há muitos anos! Precisamos muito de suas aguas; não deixem os nossos rios secarem… essas veias são fontes de vida, investiguem de onde está vindo esta poluição que com muita tristeza acabo de receber como noticia. Aqui vai uma sugestão para os candidatos: coloque em pauta essa discussão, que nada mais é do que a defesa da vida.

  2. Sancler de O. Queiroz disse:

    Seria interessante que fossem preservadas as nascentes dos córregos e riachos que desaguam no rio Corrente, e os demais afluentes.

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br