A PREGUIÇA E OS PREGUIÇOSOS

Publicada em 30/03/2016 às 14:02

humberto

Por Humberto Pinho da Silva – Porto/Portugal

Eu pensava, por a ter visto em fotografia, que conhecia a preguiça. Animal de aspecto grotesco, de caminhar lento, cor parda, que os índios brasileiros batizaram-na de unau. Mas não a conhecia: Não, senhor!

Assisti, recentemente, na TV, a curiosa cena de uma preguiça, atravessando da orla direita para a orla esquerda, de rodovia sertaneja.

O animal, pachorrentamente, estendia a pata, lentamente, muito lentamente… – como preguiça que se presa, – e só depois erguia a outra… para avançar escassos centímetros…; indiferente ao desespero dos automobilistas, que aguardavam a travessia da estrada.

Nem a cotucando, a preguiça, acelerava o passo. Por fim, camionista, impaciente, ou mais afoito, pegou no animal e colocou-o na berma esquerda, à entrada de densa floresta.

Essa cena, filmada por automobilista, fez-me recordar certas pessoas, que parecem ter nascido cansadas – como dizia o brasileiro:

Encontram-se, os nossos jardins, sulcados de pequenos carreirinhos, que cortam em diagonal, canteiros, feitos por preguiçosos ou apressados, que calcam descaradamente, a relva e as flores, só para não terem o incómodo de contornar a bordadura dos canteiros.

Também a preguiça leva que magotinhos de pessoas, permaneçam diante de sinais luminosos, aguardando a luz verde, sabendo que ao lado, há um botão, que pode acelerar passagem…

E não é raro ver as ruas cheias de papéis e invólucros de alimentos, comidos na via pública. Isso acontece, porque há a preguiça de lançar os desperdícios, nas papeleiras ou contentores, que abundam em todas as artérias.

Atitude preguiçosa, até proibida e perigosa, é atravessar nas paragens do “Metro”, pela via-férrea. Todavia é vulgar ver crianças, adolescentes e até adultos, a fazê-lo, e muitas vezes a escassos minutos da composição chegar à paragem!…

Outra atitude preguiçosa – diria melhor: imprudência, – é deixar a porta do prédio bem encostadinha, mas aberta, para não se ter o trabalho de buscar a chave, à bolsa ou ao bolso. E quando avisados do perigo de deixarem a porta aberta, respondem inocentemente: – “Fui só ali ao supermercado!”… E já não vale a pena falar da preguiça de condóminos que nunca aparecem às reuniões…

Muitos outros casos poderia relatar, e talvez mais importantes, mas todos conhecemos os preguiçosos. É coisa que não falta por este mundo…

Até há quem prolongue os estudos – não por falta de emprego nem dedicação à ciência, – mas para não ter que obedecer a horários e poder dormir a sesta, de papo para o ar! …

1 Comentário

  1. Dili disse:

    Muito bacana esse site aqui. A situação financeira está difícil. Achei muito bom esse video novo sobre como ganhar um dinheiro extra fazendo videos no youtube. Imagino que dê uma força para alguns individados por ai. https://www.youtube.com/playlist?list=PLEtEtE3JUy6-fiLp7YRidSEsN8saUQikY

    https://www.youtube.com/playlist?list=PLEtEtE3JUy6-fiLp7YRidSEsN8saUQikY?sub_confirmation=1

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br