Dó Miguel defende médicos brasileiros em entrevista na rádio Vale
  • Compartilhe:

O pré-candidato a prefeito de Barreiras, Dó Miguel, deu entrevista a Rádio Vale do Rio Grande e criticou a forma como o governo Dilma vem conduzindo a Saúde e principalmente o programa Mais Médicos.

do

O pré-candidato a prefeito de Barreiras, Dó Miguel, deu entrevista a Rádio Vale do Rio Grande e criticou a forma como o governo Dilma vem conduzindo a Saúde e principalmente o programa Mais Médicos.

Segundo Dó Miguel o Brasil vem se destacando como um país de talentos na medicina e apresenta profissionais reconhecido internacionalmente. Ele citou como exemplo dois médicos barreirenses que hoje são referencias no Brasil e no mundo. “Dr. João, filho de Gerson Lima e Dr. Orlandinho, filho do ex-prefeito Herculano Faria e de dona Palmira. São médicos de Barreiras que fazem um trabalho extraordinário merecendo o reconhecimento nos países de primeiro mundo”, ressaltou.

Dó Miguel criticou o modelo de importação dos médicos cubanos por entender que o programa beneficia um governo que ele chamou de ‘ditador e sanguinário’. “Uma parte dos recursos do Mais Médico vai para o governo de Cuba, ou seja: o governo brasileiro desta forma ajuda a financiar uma ditadura que mantém centenas de presos e isso não é certo”, opinou o pré-candidato.

Dó Miguel cumpre uma maratona de compromissos durante todo o final de semana, visitando diversas famílias e costurando alianças para o processo eleitoral de 2016. “Saio de casa as sete horas da manhã e só retorno a noite, conversando com as pessoas e fazendo uma verdadeira catequese sobre o significado que a política tem na vida de todos nós e a forma responsável que todos nós devemos encarar a política pensando sobretudo no bem comum e no desenvolvimento de Barreiras, colocando a ética acima de tudo”, finalizou.

Jornal Nova Fronteira