Dez livros para ler para as crianças antes que elas cresçam

Publicada em 05/07/2021 às 17:52

Histórias versam sobre amor, fantasia, amizade, respeito à diversidade e importância da infância

Fonte – Ben Mullins/Unsplash)

O desenvolvimento do hábito da leitura é algo fundamental para as crianças. Ler é uma forma de expandir o mundo, criar conexões entre culturas diferentes, aguçar as percepções sobre a realidade que nos cerca, melhorar o vocabulário, entre outros benefícios. Agora, imagine fazer tudo isso quando seu cérebro está em pleno desenvolvimento? Por isso, a leitura infantil é extremamente importante.

Muitas famílias têm dificuldade para saber qual livro escolher para as crianças. De fato, essa não é uma questão simples. Por isso, uma boa opção é se associar a um clube do livro infantil. Os clubes têm como objetivo, mediante mensalidade, fornecer livros adequados para cada idade. São obras escolhidas por especialistas, como psicólogos, pedagogos e educadores. É uma espécie de acompanhamento importante para direcionamento dos livros.

Cada leitura é importante, sobretudo na infância, quando nossa imaginação trabalha a todo vapor e não está limitada pela realidade que nos cerca. Por isso, aí vão dez livros importantes que as crianças leiam antes de crescer. São histórias que versam sobre  versam sobre amor, fantasia, amizade, respeito à diversidade e importância da infância.

O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry

Uma história sobre um piloto encalhado no deserto, que uma manhã  acorda para encontrar um pequeno príncipe parado diante dele. Essa pequena pessoa extraordinária ensina ao piloto o segredo do que é realmente importante na vida. A história, publicada em 1943, é um dos clássicos da literatura infantil mundial, com traduções em diversos idiomas, inclusive o português.

Onde estão as coisas selvagens, de Maurice Sendak

O livro narra a história de Max, um menino que é mandado para o quarto sem jantar por não respeitar sua mãe. Neste momento, seu quarto se transforma em uma selva, onde ele pode encontrar coisas que não imaginava e assumir a posição de  rei. A obra publicada em 1988 traz reflexões sobre a responsabilidade e também sobre saber identificar emoções.

Gente de cor, Cor de gente, de Maurício Negro

Este livro-imagem parte do eufemismo “gente de cor” para tratar de questões urgentes na sociedade contemporânea, como preconceito, tolerância e diversidade. Publicado em 2017, o livro apresenta dois personagens, que, lado a lado, vivem momentos de fome, frio, medo, calor, raiva, diversão e alegria.

The Velveteen Rabbit, de Margery Williams

Publicado originalmente em 1922, a história narra a vida de um coelho de pelúcia que deseja de todas as formas se tornar real. Um dos clássicos da literatura infantil e ocidental, a obra é repleta de lições poderosas sobre o amor, a vida e a passagem do tempo.

Meu Pé de Laranja Lima, de José Mauro de Vasconcelos

O livro publicado em 1968 já foi adaptado para o cinema, teatro e televisão. A obra conta a história do jovem Zezé, um menino travesso que tem por melhor amigo um pé de laranja lima, uma árvore instalada no quintal de sua casa. Livro que fala sobre a relação com a natureza, o respeito e também as relações familiares.

Peter Pan, de JM Barrie

Criada originalmente como uma peça de teatro em 1904, a história do menino que não quer crescer virou livro em 1911. Um dos clássicos da literatura infantil já foi alvo de diversas adaptações. Uma história importante para se discutir a importância da infância, a passagem do tempo, as responsabilidades e a coragem que cada fase da vida exige.

O peixe arco-íris, de Marcus Pfister

O Peixe Arco-íris é arrogante e egoísta, portanto não tem amigos. À medida que a história avança, ele aprende algumas coisas importantes. Ele passa a entender que nossa personalidade é mais importante do que aparência ou bens, e que ninguém deve ser julgado pela aparência. Um livro sobre respeito às individualidades e também acerca do que nos é diverso.

Histórias de Índio, de Daniel Munduruku

Em um momento no qual os povos indígenas sofrem para se manter no país, conhecer sua história é fundamental. Neste livro, é possível conhecer as experiências vividas pelo autor, Daniel Munduruku, no chamado “mundo dos brancos”, além de informações gerais sobre a diversidade étnica do Brasil indígena.

A Árvore Generosa, de Shel Silverstein

Todos os dias um menino vai até uma árvore para se pendurar em seus galhos, comer suas maçãs e descansar sob sua sombra. O menino ama a árvore e ela, feliz, o ama também. Porém, à medida que o tempo passa, o garoto cresce e começa a desejar mais do que a simples companhia de sua amiga para brincar e repousar. Uma história sobre o afeto sincero e a troca de sentimentos sem que isso seja intermediada por algum interesse.

Meu Amigo Pintor, de Lygia Bojunga

Publicado em meados da década de 1980, este livro traz à tona uma série de indagações sobre a morte, por meio do comovente encontro de um adolescente com a alma atormentada de um artista. Um mundo de cores, formas e tudo mais relacionado à arte, à vida e também à morte se desvela a partir daí.

2 Comentários

  1. Carla Zanelato disse:

    Já li pro meu filho: árvore generosa, Peter Pan, pequeno príncipe ❤️

  2. Elzanete Cerqueira de Santana disse:

    Excelente incentivo infantil, para criar hábitos de leituras.

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br