Um breve resumo sobre a tradução legal ou jurídica

Publicada em 17/08/2020 às 09:29

A riqueza de ciências descobertas e elaboradas pelo homem pode passar despercebida facilmente aos nossos olhos, uma vez que estamos consideravelmente acostumados com elas. Apesar de convivermos diariamente com a maioria delas, nem sempre visualizamos a complexidade dessas questões. As linguagens, presentes em todos os contextos da nossa rotina, compõem uma grande parte desse campo absorto. Em consequência, a tradução segue a linguagem, e dá vida a inúmeros outros conceitos.

Considerando uma extensão de tipos de tradução, hoje iremos abordar a tradução jurídica, também chamada de tradução legal. Em especial, essa é uma categoria que vem se modernizando cada vez mais, já que acompanha não só a área da linguagem, gramática e vocabulário, mas também engloba processos legais do campo do direito.

Tradução jurídica não é tradução juramentada

Sim, isso é tão importante que acabou virando subtítulo. A tradução juramentada é uma das mais comentadas no mundo dos tradutores, sendo oferecida por vários serviços de tradução. É muito famosa e utilizada, em razão da sua alta demanda. Trata-se de uma tradução realizada por um profissional que prestou um juramento sob pena de perjúrio quanto à autenticidade de seus trabalhos. Prova-se que a tradução é autenticada e genuína, e esse tipo de tradução é mais usado com documentos legais, certificados de patentes ou documentos para incorporar uma empresa.

Apesar de apresentar semelhanças com a tradução juramentada, inclusive no próprio nome, a tradução jurídica assume outros caráteres e propósitos. Trata-se de uma tradução específica dos conteúdos jurídicos. As leis e documentos englobam características extremamente próprias de um lugar e língua. Assim, a linguagem jurídica da Inglaterra será diferente da mesma do Canadá, apesar de ambos os países compartilharem a língua oficial inglesa. Adiante, a linguagem jurídica do Brasil e dos Estados Unidos, que não possuem um idioma em comum, vai ainda além, apresentando um extenso leque de distinções. 

A tradução legal, portanto, podendo ser juramentada ou não, diz respeito à tradução de documentos com fins jurídicos. Processos legais, transações internacionais e decisões judiciais são exemplos de arquivos que estão na rotina de um tradutor especializado nessa área. Percebe-se a vital importância de uma alta qualidade desse serviço, uma vez que o mundo das leis influencia diretamente na vida de todos os cidadãos. Um documento com tradução ineficaz pode alavancar problemas de interpretação errôneos, exercendo influências desnecessárias. Para que isso fique longe de ocorrer, é dever do tradutor legal estar completamente familiarizado com os termos jurídicos e processos dos dois países, tanto o falante da língua-fonte, quanto o da língua-alvo.

1 Comentário

  1. Aliança Traduções - Especializada em Traduções Jurídicas disse:

    Ótimo post! Bem esclarecedor!
    Fizemos um post também sobre o assunto em nosso blog, se tiverem interesse em enriquecer seu conteúdo, pode compartilhar.

    https://aliancatraducoes.com/br/o-desafio-da-traducao-juridica-e-suas-terminologias/

    Abs,

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br