MODA: 6 vezes em que a cultura baiana inspirou coleções de moda

Publicada em 22/04/2021 às 14:54

Litoral baiano já inspirou diversos estilistas

A cultura de nosso estado serve de referência para as mais diferentes modalidades artísticas: é fácil encontrar pinturas, filmes, obras arquitetônicas e músicas inspiradas diretamente pela Bahia. Na moda, isso não é diferente.

Editora do portal de moda StyleSpring, a personal stylist Patrícia Souza aborda a importância do mundo fashion para a consolidação das identidades locais: “A partir do momento em que um local influencia a criação de peças, pessoas do mundo inteiro que utilizarão aquelas roupas passarão a conhecer mais sobre a inspiração. Hoje em dia, a moda é muito mais do que apenas a roupa em si, já que elas carregam todo um conceito por trás da criação”.

Nos últimos anos, várias coleções de estilistas renomados utilizaram o povo, as tradições e as paisagens baianas como inspiração e levaram nossa cultura a todo o planeta. Veja algumas delas:

Redentores

A marca baiana Velho Chico é reconhecida por ter o Nordeste como a maior referência de todas as suas peças. A coleção Redentores, lançada em 2015, homenageou grandes figuras e acontecimentos de toda a região, com foco especial na cultura de nosso estado. Entre os temas das camisetas estavam Iemanjá, Antônio Conselheiro, a Revolta dos Alfaiates e o movimento do tropicalismo. Os ensaios de divulgação foram feitos no Mercado Modelo, em Salvador.

Alto Verão Oxe!

Em 2020, a marca carioca Farm estabeleceu parcerias com Gilberto Gil, Alberto Pitta e com o Olodum para criar a coleção Alto Verão Oxe!. O ponto de partida para as criações foi a música baiana e o resultado foi uma coleção que conseguiu traduzir parte da arte do estado para as roupas.

Bahya

Em 2019, a marca de jóias La Chica de Oro teve como fonte de inspiração o nosso litoral para a produção da coleção Bahya. De acordo com os responsáveis, a ideia era demonstrar toda a religiosidade do estado, criando peças que passassem a sensação de proteção, com base nos belos visuais das praias baianas.

Trancoso

Trancoso também já serviu de influência para uma coleção de moda, criada pela Dudalina em 2015. Entretanto, a base para as criações foi muito além das paisagens paradisíacas: os designers se inspiraram na arquitetura do local, principalmente nas casas coloridas. Isso resultou em peças com muitas cores, estampas e bordados, mas sempre com o azul do mar como cor de fundo.

TiA CiBANi Spring/Summer 2016

A Bahia influenciou diretamente um desfile na New York Fashion Week, maior evento do segmento em todo o mundo, em 2016. A coleção, assinada pela estilista Tia Cibani, foi inspirada na figura das baianas, mas influência foi muito além: o algodão cru, incentivado pela Associação Brasileira dos Produtores de Moda, foi um dos materiais que ajudou a dar texturas diferentes às peças apresentadas, assim como o linho e o popeline.

Adriana Meira

No caso de Adriana Meira, estilista nascida em Brumado, não é apenas uma coleção que remete à cultura baiana. É possível notar a inspiração do estado em todas as suas peças. Suas inspirações são os símbolos, as festas, as tradições, a cultura popular e o artesanato. Todas as roupas de Meira são feitas sob medida, com recortes de materiais aplicados.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br