Servidores estaduais da Saúde paralisam atividades nesta quinta e sexta em protesto contra corte da insalubridade

Publicada em 09/07/2015 às 11:11

medico

Ascom Sindsaúde-Ba

Servidores da Saúde do Estado da Bahia realizam paralisação com indicativo de greve nesta quinta e sexta-feira (9 e 10 de julho), contra o corte de insalubridade por parte do governo do estado. Durante a paralisação serão mantidos apenas os serviços considerados essenciais como urgência e emergência e internamentos. Serão suspensos os serviços ambulatoriais, administrativos e os núcleos de saúde no interior do estado.

Nesta quinta, os trabalhadores realizarão manifestação na Assembleia Legislativa (CAB), durante a reunião do Conselho Estadual de Saúde, às 13h30. Já na sexta, os servidores participarão da Plenária Popular e Democrática com o tema “A Situação de Saúde na Bahia rumo à 15ª Conferência Nacional de Saúde”, no Centro Cultural da Câmara Municipal de Salvador. Na próxima segunda-feira (13) será realizada uma nova assembleia, no auditório da Fundação Visconde de Cairu (Barris), às 15h, que poderá deliberar a greve geral na Saúde, caso o governo não revogue a medida.

De forma abrupta e unilateral o governo do estado anunciou às vésperas do São João, o corte da insalubridade de uma parcela de servidores. Novos cortes da gratificação deverão ocorrer em breve em diversas unidades da capital e interior.

Para o Sindsaúde-Ba e os servidores, a atitude do governo foi desrespeitosa, uma vez que todos foram surpreendidos com a notícia sem qualquer discussão prévia com a categoria. Os servidores, que já são penalizados com remunerações injustas, condições precárias de trabalho e carga horária excessiva, sofrerão mais prejuízos com o corte da insalubridade que corresponde de 30% a 40% do salário básico, sob o argumento de regularização da sua concessão à legislação.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br