Juventude barreirense, descubra quem foi Baltazarino Araújo Andrade

Publicada em 05/08/2015 às 14:49

do

Dados Pessoais
Nome: Baltazarino Araújo Andrade
Profissão: Agropecuarista
Nascimento: 08 de Maio de 1927, Frei Paulo – SE
Falecimento: 12 de Agosto de 2007
Filiação: Baltazar da Costa Andrade e Florentina de Araújo Andrade
Cônjuge: Josefa de Araújo Andrade
Filhos: Vera Cristina, Maria Virgínia, Francisco José, Baltazarino Júnior e Maria de Fátima
Formação Educacional
Cursou o Primário em Aracaju – SE.
Atividade Profissional
Chefe do 5º Distrito Regional do Departamento das Municipalidades, Barreiras-BA. Pecuarista e empresário na região Oeste da Bahia, sócio da TV Oeste, filial da TV Bahia de Barreiras.
Mandato Eletivo
Eleito vereador, 1959-1971, Cotegipe-BA; prefeito de Barreiras pela Aliança Renovadora Nacional-ARENA, 1973-1976, 1983-1987. Deputado estadual pelo Partido Trabalhista Brasileiro-PTB, 1995-1999.
Filiação Partidária
ARENA; PTB;
Atividade Parlamentar
Na Assembléia Legislativa, vice-presidente da Comissão Especial de Divisão Territorial (1997-1999); titular das Comissões: Agricultura e Política Rural (1995-1997), Minas, Energia, Ciência e Tecnologia (1995-1996), Especial de Divisão Territorial (1995-1998); suplente das Comissões: Especial de Combate à Fome (1998-1999), Agricultura e Política Rural (1998).
Condecorações
Amigo da Polícia, Barreiras, 1975.
(Fonte: al.ba.gov.br)

Comandante do 4º BEC, Cel. Fernando Porres Ferreiras esposa e o prefeito Baltazarino Araújo Andrade e sua esposa D. Josefa, na inauguração do Parque de Exposições. - Foto: Acervo pessoal da historiadora Ignez Pitta de Almeida

Comandante do 4º BEC, Cel. Fernando Porres Ferreiras esposa e o prefeito Baltazarino Araújo Andrade e sua esposa D. Josefa, na inauguração do Parque de Exposições. – Foto: Acervo pessoal da historiadora Ignez Pitta de Almeida

BALTAZARINO MERECE RESPEITO

Baltazarino foi o prefeito que na sua época apesar dos poucos recursos recebidos pelo município, fez obras futuristas que até então nenhum outro prefeito conseguiu superar. Porém, lamentavelmente, desde a gestão passada surgem pessoas querendo apagar sua memória no intuído de desfazer de suas obras.

É lógico que a cidade está crescendo e por isso, carece, e muito, de obras iguais as que Baltazarino construiu, obras como as nove creches, três quadras polivalentes e uma praça esportiva e cultural que estão travadas há mais de dois anos. Os motivos do porque não foram construídas até hoje, nunca foram revelados, a única certeza é que não existe previsão para que estejam a serviço de uma população que tanto necessita de Educação e Saúde de qualidade, além de esporte e lazer.

Se não bastassem as tentativas da ex-prefeita de acabar com o que resta de vestígio histórico em Barreiras, estranhamente, se voltou contra os patrimônios construídos pelo saudoso ex-prefeito Baltazarino Andrade.

De início foi o Estádio Geraldão com a promessa de construir outro mais moderno num lugar afastado do centro da cidade, mas como a repercussão foi um tanto negativa, acabou desistindo. Logo após, investiu na doação do Parque de Exposição para um grupo privado construir um Shopping, alegando que seria erguido outro em um lugar amplo e distante da zona urbana da cidade.

Em ambas os intuitos houve mobilização da população, inclusive quando o alvo foi o Parque de Exposição. Mas, graças ao Ministério Público, a vontade da gestora não foi adiante, mesmo com a conivência dos vereadores de então que aprovaram a doação.

Sobre a especulação de venda, troca ou doação de qualquer patrimônio público, seja ele qual for, é pura asnice de quem pauta a discussão e mais ainda quem questiona alegando querer o desenvolvimento desta terra.

O certo de tudo isso, é que patrimônios públicos como o Estádio Geraldão, o Ginásio Baltazarino Andrade e outros pertencem unicamente ao povo barreirense e estaria servindo a sociedade se suas estruturas estivessem reformadas. É obrigação de qualquer administração pública, além de zelar pelos patrimônios já existentes, também oferecer a seus munícipes políticas públicas básicas de qualidade, inclusive, entretenimento, esportes e lazer.

As visitas de autoridades as Exposições eram constantes, entre eles o governador da Bahia, Roberto Santos que na imagem está ladeado pelo prefeito Baltazarino Andrade e sua esposa. - Foto: Acervo pessoal da historiadora Ignez Pitta de Almeida

As visitas de autoridades as Exposições eram constantes, entre eles o governador da Bahia, Roberto Santos que na imagem está ladeado pelo prefeito Baltazarino Andrade e sua esposa. – Foto: Acervo pessoal da historiadora Ignez Pitta de Almeida

OBRAS DE BALTAZARINO

Baltazarino Araújo Andrade, agropecuarista e empresário, nasceu em 08 de maio de 1927, no município de Frei Paulo, cursando o primário na capital Aracaju, ambos em Sergipe. Casado com Josefa de Araújo Andrade, com quem teve cinco filhos.

Exerceu mandato eletivo de vereador (1959-1971) em Cotegipe (BA); foi prefeito de Barreiras por duas vezes pela Aliança Renovadora Nacional-ARENA (1973 a 1976 e 1983 a 1987). Foi deputado estadual pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), de 1995 a 1999, onde teve uma intensa atividade parlamentar. Em 1975 foi condecorado como Amigo da Polícia de Barreiras. Faleceu em 12 de Agosto de 2007.

Em seu primeiro mandato, época em que aqui se instalou o 4º BEC, executou múltiplas obras, dando a Barreiras uma feição de modernidade. Dentre elas a Praça Castro Alves, a urbanização da rua Prof. Seabra de Lemos, em frente ao Colégio Padre Vieira, além de calçamento de ruas, reformas em grupos escolares e construção de estradas e pontes. Destaque para à implantação do Parque de Exposição Geraldo Rocha, realização de grande importância, por trazer para a cidade, nas exposições de gado, animais de raças destacadas na produção de leite e carne, o que, evidentemente, fez crescer e aprimorar-se o rebanho de toda a região.

Também abriu as avenidas Dr. Clériston Andrade e ACM, que ficam nos dois lados da Rua Benedita Silveira (BR 242), hoje palco do carnaval da cidade; construiu o prédio da Prefeitura e da Câmara de Vereadores, onde fica hoje o tributo municipal; a Estação Rodoviária, obra de vulto para a época, após vinte anos foi substituída no segundo mandato do atual prefeito Antônio Henrique por um Terminal Rodoviário Provisório enquanto se construía a nova Estação Rodoviária, na saída para Brasília. Hoje no local está construída a Câmara Municipal de Barreiras.

Na sua segunda gestão, Baltazarino realizou a construção do Estádio Municipal e do Ginásio de Esportes, adquiriu uma Usina de Asfalto e iniciou o asfaltamento da cidade, além de trabalhos de construção de creches e escolas como o Colégio Sagrado Coração de Jesus, na época com 1º e 2º grau. Implantou a Biblioteca Folk Rocha, a primeira e única até hoje na cidade, na época no Palácio das Artes e atualmente alojada num espaço precário e inapropriado.

Implantou a primeira e atual Maternidade Municipal. Construiu o posto de saude Dr. Davi Bueno na Vila Brasil, o primeiro dos bairros da cidade. Implantou o CAB – Centro de Abastecimento de Barreiras – porque devido a sua limitação, a feira-livre já não mais cabia no entorno do Mercado Velho, no Centro Histórico da cidade. Desapropriou a área e construiu o Cemitério Jardim da Saudade, no bairro Vila Nova.

Vale ressaltar também que Baltazarino foi o pioneiro na implantação do curso universitário no município, através da construção da Uneb – Universidade do Estado da Bahia – foi um dos precursores do plano de ocupação da região oeste e baluarte na fundação da TV Oeste em Barreiras, onde foi sócio.

E como disse um de seus genros, Dó Miguel, apesar dos tempos, Baltazarino em seus governos, além de futurista, foi ético e aplicou com retidão os recursos públicos do município, tanto que nunca empregou um parente na Prefeitura, no que foi seguido por Paulo Braga, ao contrário de todos os prefeitos que o sucederam. É por isso e pelas obras supracitadas que sua memória merece respeito, por quem quer que seja.

Baltazarino é considerado ainda hoje um dos melhores prefeitos da história de Barreiras, construiu grandes obras e transformou completamente a face da cidade. Seu nome é reverenciado como um dos grandes gestores da região.

Nos anos 70 para os anos 80, começavam as primeiras feiras agropecuárias de Barreiras, organizada pelo saudoso ex-prefeito Baltazarino Andrade e coordenada já pelo atual prefeito de Barreiras Antônio Henrique. Desde aquela época funcionam todos os anos ate hoje. Na aquela época a feira era bonito e prazeroso assistir e participar da festa dos shows com de Luiz Gonzaga, Trio Nordestino, Genival Lacerda, Elba Ramalho e outros. Os agricultores e fazendeiros tinham uma grande satisfação de expor seus animais. Animais estes de varias raças. Da para se notar também que na àquela época, ainda não tinha exposição de Maquinas era só de animais, uma verdadeira festa agropecuária. La nos fundo nota-se que não existia ainda em Barreiras nenhum prédio alto, os maiores que existia eram o da Igreja São João Batista e prédio da loja do germano. Para quem participou desta época vale apenas Recordar. (Texto: Vandelan de Caldas)

Fontes: Google/Novoeste/Ignez Pitta
Com informações da historiadora Ignez Pitta de Almeida
Uma de suas obras o Ginásio de Esportes Baltazarino Araújo Andrade

2 Comentários

  1. Antonio disse:

    Baltazarino foi legítimo representante do militarismo e de políticas patrimolialistas, homem guerreiro na defesa dos interesses das elites e na distribuição de favores públicos para os seus correligionários.

  2. Dó Miguel disse:

    Em tempo: Na matéria acima quero corrigir o que foi dito sobre as administrações que sucederam o Sr. Baltazarino, de que todos os prefeitos que o sucederam empregaram parentes. Retifico tal assertiva, pois o seu vice Paulo Braga, depois indicado, apoiado e eleito prefeito, seguiu o seu exemplo, não empregando sequer um parente.

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br