Presos em operação contra grilagem de terras no Oeste da Bahia são soltos após fiança

Publicada em 31/08/2016 às 07:53

grilagem

Fonte g1.com/BA

As cinco pessoas presas na Operação Oeste Legal, realizada com o objetivo de combater grupos organizados de “grilagem de terras” nas cidades de Barreiras, Santa Rita de Cássia e Formosa do Rio Preto, no oeste da Bahia foram soltas após pagamento de fiança. As informações foram divulgadas nesta terça-feira, 30, pela Polícia Civil.

A operação foi realizada na quinta-feira, 25. De acordo com a polícia, quatro foram soltos na sexta e no sábado, após pagarem entre um (R$ 880) e 10 salários mínimos (R$ 8.800). Apenas um deles foi solto nesta terça-feira. Ainda segundo com a polícia, a decisão alternativa de pagamento de fiança foi uma determinação judicial.

presos

 

Os homens foram presos na operação por porte ilegal de armas durante o cumprimento de medidas cautelares de antecipação de oitiva, quando as pessoas são levadas à delegacia para serem ouvidas em depoimento.

O grupo é suspeito de forjar documentos de terras em cartórios de Barreiras, Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia. Com a documentação, eles transferiam propriedades de terra para os nomes de pessoas e empresas ligadas ao grupo. Assim, conseguiam fazer negociações e operações bancárias e financeiras, dando as terras como garantia.

Segundo a Policia Civil, os cartórios das cidades no norte da Bahia continuam sendo investigados.

3 Comentários

  1. Sérgio Rodrigues Vieira Filho disse:

    A maioria da documentação das terras baianas na divisa com o Tocantins são documentos paroquias que não tem origem pública.O que A Redação do jornal acha disso ?

  2. JOAO BECEGATO disse:

    vejam todos que situação causam prejuízos enormes a população depois pagam uma miséria a justiça que leis que temos em nosso pais,sou vitima também na comarca de são Desiderio luto na justiça desde ano de 2009 para o termino de um processo que sou legitimo dono no aguardo de um desenrolar de uma justiça que não respeita o estatuto do idoso, hoje com 72 anos no aguardo sera que estarei vivo?

  3. JOAO BECEGATO disse:

    grilagem de terras na bahia realmente e triste sou vitima de um vagabundo da região de formosa goias, desde ano de 2009 após denuncias a ouvidoria de justiça do estado e provas documentais continuo no aguardo de uma justiça que não respeita do estatuto do idoso hojecom 72 anos como fica? lutando respeitando as leis dos homens. estou falando da comarca de são Desiderio hoje graças a deus o cartório já privatizado após falcatruas na época foi avisado a cartorária o que vinha ocorrendo na região dano nome a mesma responsável. um cidadão honesto compridor de suas obrigações ficara aguardando não sei ate quando so deus sabe.

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br