Polícia investiga relação em duplo homicídio ocorrido na noite de ontem, 24

Publicada em 25/07/2015 às 08:34

assassinato

Fonte portal aloalosalomão.com.br

A Polícia Civil está investigando a relação entre os dois atentados que ocorreram na noite de ontem, 24, em Barreiras, Oeste da Bahia, no qual duas pessoas morreram e outras quatro saíram feridas.

Eduardo Amadori Viganó, conhecido por Galeguinho, foi atingido com os primeiros tiros de pistola 9mm ao sair do Atacadão, pela BR 242, no sentido centro, dirigindo um Saveiro de cor amarela, em companhia de sua esposa Barthira Silva Campos, 22 anos. Os criminosos estavam numa motocicleta de cor vermelha e seguiram atirando contra as vítimas até o início da Avenida Jardim da Saudade, na Vila Nova.

assassinato1

De acordo com o perito criminalista Mauro César Medeiros há pelo menos 20 perfurações na lateral posterior do corpo e nas costas de Eduardo, que morreu dentro do veículo, já Barthira foi socorrida pelo Samu para o Hospital do Oeste, onde deu entrada no setor cirúrgico, com ferimentos na perna esquerda, quadril e parte inferior do abdômen. Dineide Paixão Silva Campos, sogra de Eduardo, informou que é estável seu estado de saúde de sua filha.

assassinato2

Testemunhas relataram para o delegado Francisco Carlos de Sá, que o casal foi surpreendido por volta das 21h, ao passar por um quebra-molas em frente ao Cetep. O carona disparou uma sequência de tiros, enquanto estava em perseguição, e mais outros, assim que o carro parou.

assassinato4

 

Uma hora depois, por volta das 22h, Francisco do Nascimento Oliveira foi morto com quatro tiros na Rua Recanto do Rio, bairro Xurupita, perto do Rio Grande. Segundo a vizinhança, ele foi perseguido pelo autor do crime desde a margem do rio Grande, até a área interna de uma residência onde o encontraram sem vida.

A Polícia Militar suspeita que sua morte esteja relacionada com a tentativa de homicídio ocorrida contra o ex-guarda municipal Randal Pereira Damaceno, o qual teria dado entrada no Hospital do Oeste perto deste horário, e com o homicídio de Eduardo, que morava no bairro Vila Dulce, vizinho ao Xurupita. Ele foi atingido com um tiro na região abdominal e também se encontra internado. “Estamos averiguando essa presumível ligação dos fatos ocorridos esta noite, mas são apenas uma hipótese”, comentou o subtenente Demétrio.

Segundo relatos da Polícia, todas as vítimas desses crimes, exceto Barthira possuem passagens pela polícia e envolvimentos com drogas. O pai de Eduardo, o comerciante Juarez Viganó e outros familiares, estavam acompanhando a perícia no local do crime.

Com os dois homicídios de ontem, o número de crimes desta natureza ocorridos no município em 2015, aumentou para 44. Média de 6,28 casos por mês.

O mês de julho já registra a terceira morte por assassinato. Uma das vítimas foi Alailson Martins da Silva, vulgo Neguinho, 28 anos, atingido com vários tiros de pistola na Avenida José Bonifácio/Centro.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br