A OFENSIVA DA ESQUERDA…E DA FALSA DIREITA

Publicada em 28/01/2021 às 16:35

Ronaldo Ausone Lupinacci*

Eu pretendia escrever sobre a maioridade penal, em continuidade ao tema do último artigo desta coluna. Contudo, notei o recrudescimento da oposição esquerdista ao governo, e, por isso resolvi abordar o assunto do título nas linhas que se seguem.

Está em andamento grande ofensiva da esquerda, impulsionada pelo comunismo, contra o governo de Jair Bolsonaro[1].

Quanto à dimensão da ofensiva não pairam dúvidas. É gigantesca. E, como sempre inflamada por estrondo publicitário nos meios de comunicação social. Basta ler ou ouvir o noticiário dos principais órgãos da mídia (jornais e TV). Em todos os dias encontramos uma enxurrada de matérias negativas destinadas a manchar a imagem do Presidente ou de seus Ministros. Nas notas de rodapé, abaixo, inseri curta amostragem.

Para os que se dedicam, como eu, a estudar e combater os movimentos revolucionários cuja última etapa reside no comunismo, ou, mais exatamente no neo-comunismo ecologista e tribalista, isso não constitui novidade. Efetivamente, disso tanto se sabe pela análise da História, como por diretrizes emanadas de altos dirigente das forças ocultas que trabalham para eliminar o que resta da civilização cristã. Dizia um deles (Weishaupt, chefe iluminista), ainda no século XIX, que “é na intimidade das sociedades secretas que se precisa saber preparar a opinião pública”. Dizia outro (conhecido apenas pela alcunha de Piccolo Tigre[2]) que “é bom e útil dar impulso a tudo o que se quer agitar”. “Preparar a opinião pública”, e “ dar impulso ao que se quer agitar” é o que faz a denominada grande mídia. Estes dados os retirei de parte do livro do Padre Emmauel Barbier intitulado “La Critique Du Libéralisme”, e servem para ilustrar como viceja, atualmente,  a céu aberto, a conspiração para derrubar o governo e substituí-lo, mais cedo ou mais tarde, por outro de orientação filo-comunista.

Tudo é pretexto para ataques: a crise sanitária decorrente da difusão do vírus chinês[3], queimadas no Pantanal[4], queimadas na Amazônia[5], crise econômica[6], suposto racismo[7], etc.

Dizia o ímpio Voltaire, inspirador da não menos ímpia Revolução Francesa de 1789: “Mentez, mentez toujours, il en restera quelque chose” , ou seja “menti, menti sempre que ficará alguma coisa”[8].

O objetivo primário da ofensiva é o de provocar a destituição (“impeachment”) de Bolsonaro. O objetivo secundário (caso fracasse o primário) reside no desgaste do Presidente a fim de fragilizar sua candidatura à reeleição. Insere-se no contexto o objetivo colateral de desnortear a opinião pública conservadora, a fim de que esta se afaste do Presidente. Com efeito, a mídia esquerdista se enfurece talvez mais com os conservadores do que com o próprio Bolsonaro[9].

Acima se disse que a ofensiva é movida pelo comunismo. Contudo os partidos declaradamente comunistas são fracos e minoritários, verdadeiros anões da política. Os partidos não declaradamente comunistas vêm tomando a frente da investida porque ostentam maior força de impacto[10]. Mas, a principal força do comunismo, hoje, está na esquerda que se diz católica e exerce oposição pertinaz ao governo[11]. Este setor recebeu novo impulso com a eleição do Papa Francisco, acusado de heresia e favorecimento aos objetivos revolucionários[12].

Há mais um elemento que revigora a ofensiva esquerdista, e é bastante perigoso. Consiste no agrupamento dos falsos centristas e da falsa direita, que fazem coro com a esquerda em suas campanhas[13]. A falsa direita tem uma longa história no extravio da opinião pública, e, para não ir muito longe recuemos até o nazi-facismo europeu e ao integralismo brasileiro. O nazi-facismo foi criado pelos laboratórios revolucionários para desviar os católicos e arrastá-los para o campo totalitário. No Brasil o integralismo atuou na mesma linha para atrair os membros das Congregações Marianas, que eram extremamente pujantes da década de 30 do século passado,e, definharam com a perda  de numerosos aderentes para o integralismo. Na atual quadra histórica o mais paradigmático representante da falsa direita é o jornal O Estado de S. Paulo que todos os dias despeja matérias ou notícias tendenciosas contrárias ao governo e a Bolsonaro.  Impulsiona, assim, o que se quer agitar segundo a diretriz de “Piccolo Tigre”.

Também agentes externos confluem para atacar o governo brasileiro. O principal, por ora, parece ser Biden[14], mas Macron vem há muito tempo externando a sua hostilidade[15]. Tudo indica, portanto que o “globalismo” comuno-capitalista, desejoso de instalar a “Nova Ordem Mundial”[16] se serve das marionetes acima apontadas para desestabilizar o País, uma vez que semeia germes de discórdia tendentes a conduzir a opinião pública a alto grau de excitação e a graves desacordos.

Entretanto, segundo dizem observadores bem situados, no momento pelo menos, inexistem condições para “impeachment” porque – apesar do bombardeio inclemente – grande parte da opinião pública aprova Bolsonaro. Aliás, este mesmo bombardeio vem contribuindo para o descontentamento da maioria silenciosa com relação ao “Establishment”, e para favorecer, paradoxalmente, a facção conservadora.

A adesão a Bolsonaro se explica porque, apesar de seus erros e dos seus defeitos, representa forte obstáculo ao avanço do neo-comunismo. E, por isso mesmo ele é odiado pelas esquerdas, pelo falso “centro”, e pela falsa direita.

* O autor é advogado.

[1] https://pcdob.org.br/noticias/pcdob-assina-pedido-de-impeachment-de-bolsonaro/
[2] https://en.wikipedia.org/wiki/Alta_Vendita
[3] https://g1.globo.com/politica/blog/valdo-cruz/post/2021/01/25/empresarios-e-apoiadores-reclamam-de-conduta-de-bolsonaro-na-crise-sanitaria-e-fazem-a-luz-amarela-acender-no-planalto.ghtml
[4] https://www.camara.leg.br/noticias/694785-deputados-que-foram-ao-pantanal-rebatem-bolsonaro-e-pedem-recursos-para-combater-incendios/
[5] https://www.greenpeace.org/brasil/blog/agosto-tem-queimadas-sem-controle-na-amazonia/?utm_term=amaz%C3%B4nia%20em%20chamas&utm_campaign=%5BMAIO/20%5D+Florestas+-+NE&utm_source=adwords&utm_medium=ppc&hsa_acc=7235609613&hsa_cam=10032701500&hsa_grp=109638590633&hsa_ad=461723830680&hsa_src=g&hsa_tgt=kwd-809703008388&hsa_kw=amaz%C3%B4nia%20em%20chamas&hsa_mt=b&hsa_net=adwords&hsa_ver=3&gclid=EAIaIQobChMIuufW_4e_7gIVCxKRCh18mQbLEAAYAiAAEgI5m_D_BwE
[6] https://www.bbc.com/portuguese/brasil-55360540
[7] https://www.nexojornal.com.br/ensaio/2020/O-racismo-de-Jair-Bolsonaro-origens-e-consequ%C3%AAncias
[8] https://jmonline.com.br/novo/?noticias,22,ARTICULISTAS,166876
[9] https://www.dw.com/pt-br/os-cinco-pilares-do-bolsonarismo/a-54444234
[10] https://www.folhape.com.br/colunistas/blogdafolha/pt-psb-pdt-psol-pcdob-e-rede-apresentam-novo-pedido-de-impeachment-de-jair-bolsonaro/22846/
[11] https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2020/07/26/interna_politica,875673/grupo-com-152-bispos-da-igreja-catolica-assina-carta-critica-ao-govern.shtml
[12] http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/603702-herege-e-comunista-a-direita-excomunga-o-papa
[13] https://ipco.org.br/razoes-profundas-da-ascensao-do-nazismo-fruto-da-deterioracao-gerada-pelo-liberalismo/
[14] https://brasil.elpais.com/internacional/2020-11-08/com-biden-futuro-da-amazonia-vira-ponto-central-na-nova-relacao-entre-eua-e-brasil.html
[15] https://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2021/01/14/bolsonaro-diz-que-macron-mente-e-fala-besteira-sobre-desmatamento-por-soja-no-brasil.htm
[16] https://blogs.correiobraziliense.com.br/ofuturojacomecou/2020/11/24/a-nova-ordem-mundial-great-reset/

1 Comentário

  1. Helmo Carlos Frantz disse:

    Parabéns Dr. Lupinacci, pela clara e culta matéria!

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br