Comunidade ribeirinha organiza regata ecológica no Velho Chico

Publicada em 24/09/2014 às 09:19

regata

Ascom Codesvasf

A preservação do rio São Francisco é uma das preocupações de moradores da comunidade de Marreca, no município de Xique-Xique (BA). Com o objetivo de sensibilizar a população da região para o tema, e de contribuir para o desenvolvimento econômico e turístico regional, a Colônia de Pescadores e Aquicultores Z-37 vai realizar o III Campeonato Ecológico de Regata da Marreca, nos dias 27 e 28 (sábado e domingo) deste mês.

O campeonato será composto por seis modalidades: individual, barco a vela, volga masculino, volga feminino, lance de tarrafa e soltar rede. O percurso da regata é de 380 metros. Serão premiados os primeiros colocados de cada uma das categorias. Podem participar todos os pescadores da comunidade de Marreca Velha e de comunidades vizinhas.

O evento terá apresentação cultural, com dança de rua, peça teatral e performance musical, no sábado, 27, a partir das 16h; e missa de abertura e regata, no domingo, 28, a partir das 7h.

Em sua terceira edição, o Campeonato Ecológico de Regata da Marreca busca mobilizar, além da população da comunidade, os povoados e municípios próximos, que estão inseridos num mesmo contexto cultural e têm como elemento comum o rio São Francisco – grande razão para realização do evento.

A Colônia de Pescadores Z-37 é uma das maiores colônias de pescadores da região do rio São Francisco, com mais de seis mil associados. Fundada em 1953, tem atuado na região de Xique-Xique com o objetivo de organizar a atividade pesqueira dos associados, com ações que envolvem de técnicas de pesca a ações ambientais. Para não comprometer a atividade pesqueira, as questões ambientais são uma das preocupações da colônia.

Como a região está inserida em uma Área de Preservação Ambiental (APA), a organização do campeonato conta com a participação de órgãos governamentais e da sociedade civil.

Xique-Xique

O município de Xique-Xique, situado a cerca de 580 km de Salvador (via BA-052), no Vale São-Franciscano da Bahia, Território de Irecê, está localizado às margens do rio São Francisco – o que proporciona a moradores e visitantes belezas naturais convidativas para passeios e aventuras. Entre as principais atrações da região estão a Lagoa de Itaparica, a área de Proteção Ambiental das Dunas e Veredas, a Ilha do Miradouro, o Mocambo do Vento e um parque aquático.

A Lagoa de Itaparica – principal lagoa marginal do rio São Francisco, que é considerada um berçário natural, onde organismos aquáticos encontram condições favoráveis para reprodução e desenvolvimento – é uma Área de Proteção Ambiental (APA) com 78.550 hectares entre os municípios de Xique-Xique e Gentio do Ouro. Além de belezas naturais, a biodiversidade da lagoa se destaca pela presença de carnaubais e plantas aquáticas, como a vitória-régia, e exemplares de peixes, como surubim e dourado. Os riachos que abastecem a lagoa formam belas cachoeiras e, no alto da serra, ainda se encontram pinturas rupestres preservadas.

Já a área de Proteção Ambiental das Dunas e Veredas do Baixo e Médio São Francisco, criada em 1997, conta 1.085.000 hectares e é a maior do estado baiano. O local, com grandes elevações de areia e centenas de veredas, abrange os  municípios de Xique-Xique, Barra e Pilão Arcado. A vegetação rica e diversificada é singular, composta por uma transição entre o Cerrado e a Caatinga. As belas dunas são avistadas a mais de trinta quilômetros de distância, pela BA-052.

Na Ilha do Miradouro, um dos núcleos iniciais da população de Xique-Xique, com aproximadamente 12 km de extensão por 6 km de largura, além da lenda de uma serpente que habita o local, é possível visitar a igreja de Nossa Senhora de Santana, que é considerada o mais antigo templo da região do Médio São Francisco e está em processo de tombamento estadual. O nome da ilha surgiu da expressão popular “daqui miro o ouro nas serras”.

Na margem esquerda do rio São Francisco é possível observar o Mocambo do Vento,  um fenômeno natural permanente que é o movimento estranho e violento das águas, responsável por naufrágios de muitas embarcações. No local em frente ao fenômeno formou-se uma comunidade de nome homônimo, que oferece a visitantes, turistas e estudiosos hospedagem rústica e a tradicional gastronomia local, com pratos feitos à base de peixes do Velho Chico.

Na sede do município de Xique-Xique, o Parque Aquático Ponta das Pedras, às margens do rio São Francisco, com piscinas, toboágua e pista para caminhadas, conta com muita música e gastronomia local. Abre todos os domingos e feriados.

Criado em 1714 como distrito de Chique-Chique, devido a grande quantidade de cactos xique-xique encontrados pelos primeiros povoadores, o município de Xique-Xique tem população estimada de 48.210 habitantes.

*Com informações: http://bahia.com.br/; http://www.xiquexique.ba.gov.br/; http://www.cidades.ibge.gov.br/

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br