Ibotirama: Corte de gastos é inevitável

Publicada em 22/04/2015 às 16:12

terence

Portal RNC

O prefeito de Ibotirama, Terence Lessa (PT), reuniu a equipe de governo para tratar de assuntos referentes à gestão. O principal assunto da reunião foi a crise financeira que atinge a União, Estados e as consequências e reflexos em relação aos Municípios. Como as demais Prefeituras do país, Ibotirama, município localizado no Médio São Francisco, passa por um momento de dificuldades no que diz respeito às finanças. Em virtude da interrupção dos repasses feitos pelos Governos (Federal e Estadual) e da diminuição de receitas, a palavra de ordem dada pelo prefeito é economizar para evitar ou demissões e exonerações.

O gestor reuniu secretários e assessores para falar sobre a necessidade imediata de conter despesas. Segundo Terence Lessa, as retenções feitas pela Receita Federal, em virtude de débitos previdenciários (INSS), bem como as execuções de dívidas oriundas de gestões anteriores, apertaram o orçamento, de forma mais acentuada nos últimos três meses.

O gestor pediu aos secretários que elaborem um planejamento de ações de cada secretaria que servirá para redimensionar e adaptar os trabalhos e serviços oferecidos sem prejudicar o atendimento ao cidadão. “Vamos rever cada ação em suas dimensões e objetividade avaliando a questão orçamentária, mas de forma alguma vamos deixar de oferecer os serviços essenciais e emergenciais”, disse Terence.

Os principais ajustes serão feitos com base na redução de despesas com energia elétrica, revisão e corte de adicionais e diárias, combustíveis, contratos e eventos. A Controladoria da prefeitura alerta também para a necessidade de enxugar as despesas com pessoal e otimizar a arrecadação como forma de equalizar receitas e despesas.

O prefeito lembrou ainda que os festejos tradicionais da cidade serão dimensionados conforme a captação de recursos junto aos governos e à iniciativa privada e já publicou um calendário de festividades para o ano em curso. Ainda segundo o prefeito, tais medidas são necessárias para a manutenção da regularidade no pagamento de despesas com fornecedores e prestadores de serviços e sobretudo para manter a folha salarial em dia. Vale ressaltar que, mesmo com tantas dificuldades, a prefeitura nunca deixou de pagar os salários dos servidores dentro do mês. Porém, isso tem se tornado cada vez mais difícil.

Terence Lessa disse ainda que o momento desfavorável da economia nacional deve ser temporário e acredita que o Governo logo controle a crise. “Existem situações em que o gestor precisa tomar decisões onde há, de certa forma, perdas, ganhos e descontentamento a curto prazo para que se possa manter um equilíbrio e regularidade a longo prazo”, concluiu.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br