Fundesis proporciona ampliação do Instituto Recicla, em Luís Eduardo Magalhães

Publicada em 07/08/2016 às 16:21

lem

Ascom Aiba

O Instituto de Inclusão Social e Desenvolvimento Cultural Recicla, em Luís Eduardo Magalhães, conta agora com um novo espaço, construído com recursos do Fundesis. Foi inaugurado, no dia 30 de julho, o segundo pavimento da instituição que abrigará as aulas de esporte e música.

Este, no entanto, não é o primeiro projeto da instituição aprovado em edital do Fundesis. A construção do térreo da sede própria contou também com os recursos do Fundo. Antes, a entidade funcionava em prédio alugado, gerando ainda mais despesas e dificultando a manutenção da instituição.

Para a presidente do Instituto Recicla, Adriana Mota, o Fundesis faz parte da história da instituição. “Tenho muito orgulho dos resultados que conseguimos juntos. Sem a ajuda do Fundesis não seríamos nada”, afirmou ela.

Atuando há quase dez anos no terceiro setor, a entidade oferece para os 580 alunos de 09 a 24 anos, aulas na área de cultura e arte (como percussão, teatro e música) e cursos de formação profissional (a exemplo de informática, recursos humanos e marketing pessoal), promovendo a inclusão social de jovens e crianças na sociedade.

Um exemplo é o jovem Mateus Eduardo, de 19 anos, que através do encaminhamento para o mercado de trabalho, está, há um ano e dois meses, como Jovem Aprendiz do Sicredi. “O histórico já era positivo, mas o Mateus reforçou ainda mais as três premissas do Recicla: educar, transformar e incluir. Ele está indo muito bem na empresa, temos só elogios”, disse o gerente de Pessoa Física do Sicredi de Luís Eduardo Magalhães, Mateus Felipe de Queiroz, que ressaltou o interesse da empresa em continuar no projeto.

A construção do segundo pavimento proporcionou um espaço exclusivo para as aulas de artes e cultura. Já no térreo ficarão apenas os cursos profissionalizantes. A mudança trouxe aumento das aulas e, consequentemente, o atendimento de mais alunos. Para Makena Thomé, coordenadora do Fundesis, “a ampliação dos espaços na instituição proporcionará não só mais aulas, como também mais transformações de vidas”.

lem1

Sobre a instituição:

O Instituto de Inclusão Social e Desenvolvimento Cultural Recicla, é uma instituição da sociedade civil sem fins lucrativos, fundada em 16 de junho de 2007, no município de Luís Eduardo Magalhães-Bahia.

A instituição nasceu de um projeto social, chamado Recicla Music, envolvendo inicialmente 36 crianças, de 8 a 14 anos de idade. Como a procura para vagas era grande, em 2008, foi alugado um espaço maior e as ações da instituição foram aumentadas.

O crescimento da instituição só foi possível em 2008 com a aprovação da instituição no edital do Fundesis, que com as aquisições de instrumentos musicais pode ampliar o número de vagas e atender um número maior de crianças.

Atualmente, a entidade atende 580 alunos e possui uma lista de espera de mais 200 pessoas que aguardam uma vaga em um dos cursos ofertados pela entidade, além das atividades culturais.

1 Comentário

  1. adria disse:

    Onde fica quero participar

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br