CBHSF participa da 1ª Romaria do Cerrado

Publicada em 18/09/2014 às 07:07

romaria1

Ascom CBHSF

O Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco-CBHSF participou da 1ª Romaria do Cerrado, que teve como tema “Cerrado em Pé: do berço das águas, um clamor pela vida”. O evento, que aconteceu no dia 13 de setembro, na cidade baiana de Cocos, fechou a Semana do Cerrado, idealizada por lideranças das comunidades e entidades do Oeste da Bahia e Norte de Minas Gerais. A iniciativa teve início no dia 8, com o objetivo de celebrar “todas as formas de vida que o Cerrado oferece”, mas também denunciar os diversos problemas ambientais que afligem as populações, advindos, por exemplo, da construção de barragens, queimadas, desmatamentos, uso intensivo do solo, assoreamento e poluição de rios.

Na caminhada, o coordenador da Câmara Consultiva Regional do Médio São Francisco, Claudio Pereira, representante do CBHSF, ressaltou a importância de as autoridades competentes darem maior atenção às dificuldades enfrentadas pelo povo ribeirinho diante da escassez de água, de peixes e da degradação do meio ambiente.

romaria

Para o sociólogo Ruben Siqueira, da Comissão Pastoral da Terra e um dos organizadores do evento, é imprescindível ações de melhorias em bacias hidrográficas importantes para o cerrado. Ele citou rios mineiros, como o Urucuia e o Paraopeba, e alguns rios baianos, como o Carinhanha, Grande e o Corrente, como importantes contribuintes para o Velho Chico. “São rios que estão sendo degradados e poluídos diariamente e, assim como tantos outros, devem ser preservados”, afirma.

A 1ª Romaria do Cerrado percorreu mais de 3 km na cidade de Cocos e contou com cerca de 200 representantes de comunidades tradicionais, paróquias, movimentos sociais, sindicatos, associações e organizações populares.

Carta no encerramento – Na Semana do Cerrado, que mobilizou mais de 1.500 pessoas, houve um mutirão para intercâmbio entre comunidades do Cerrado, visando a ampliação dos debates sobre a região. Os grupos passaram pelas comunidades de Correntina, Santa Maria da Vitória, Jaborandi, Coribe e Cocos, na Bahia; Chapada Gaúcha, Manga, Jaíba, Itacarambi e Januária, em Minas Gerais.

Como fruto dos debates, houve a elaboração de uma carta que, ao final da caminhada, foi lida e entregue ao coordenador da CCR, Claudio Pereira, para que este levasse ao conhecimento dos demais membros do Comitê do São Francisco.

O cerrado – O Cerrado é o segundo maior bioma da América do Sul, com uma área de mais de 2 milhões de km, que ocupa cerca de 22% do território nacional, incidindo em 11 estados e mais o Distrito Federal. Neste espaço territorial, encontram-se as nascentes das três maiores bacias hidrográficas da América do Sul (Amazônica/Tocantins, São Francisco e Prata), o que resulta em um elevado potencial hídrico, e contribui para a biodiversidade do bioma.

1 Comentário

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br