Maioria dos empreendedores abre negócios por oportunidade

Publicada em 12/02/2015 às 14:18

sebrae1

Por Cheilla Gobi

Mais de 80% dos empresários de Luís Eduardo Magalhães, no Oeste da Bahia, abriram seus negócios motivados pela visão de oportunidade. Em Bom Jesus da Lapa, município da mesma região, essa realidade não foi diferente, e quase 60% também revelaram motivação por oportunidades. É o que aponta o estudo do Censo Empresarial 2014, realizado entre os meses de agosto a dezembro. Foram entrevistados 2.800 empresários em Bom Jesus da Lapa e 3 mil em Luís Eduardo Magalhães.

O estudo foi encomendado pelas prefeituras de Bom Jesus da Lapa e de Luís Eduardo Magalhães e pela Unidade Regional do Sebrae em Barreiras. O objetivo do levantamento foi conhecer melhor a realidade empresarial dos dois municípios, identificando novas oportunidades de negócio e formando um banco de dados com o perfil desses empreendimentos. A iniciativa faz parte do Programa Cidade Empreendedora, voltado para fomento do empreendedorismo e desenvolvimento das micro e pequenas empresas.

Em relação às áreas de atuação, 67,6% das empresas do município de Luís Eduardo são do setor de comércio, seguido pelo setor de serviços (23,4%). Bom Jesus da Lapa apresentou um percentual ainda maior: cerca de 71% dos empreendimentos estão nos setores de comércio e 28% no de serviços. Segundo o estudo, o saldo revela a força destes setores para a economia e desenvolvimento locais.

O estudo mostra ainda que 54% das empresas em Luís Eduardo existem há mais de dez anos. Em Bom Jesus da Lapa, 77% dos empreendimentos já existem há mais de sete anos e quase a metade, 49%, está entre quatro e seis anos no mercado.

Apresentação dos resultados – O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Bom Jesus da Lapa, Carlos Alberto da Costa, destacou a importância de obter informações sobre o setor empresarial. “É importante conhecermos o potencial do município. Os estudos contribuem para um bom planejamento para futuros investimentos e também para que nossos gestores criem situações favoráveis aos comerciantes locais”, disse.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Luís Eduardo Magalhães (Acelem), Marcelo Piccolo, também ressaltou a relevância do trabalho. “É de suma importância o estudo, pois, através dele, podemos ter uma visão mais clara e real das empresas instaladas em nosso município”, frisou Marcelo.

Para o gerente regional do Sebrae em Barreiras, Emerson Cardoso, a expectativa é atender e auxiliar o crescimento do empresariado. “Esperamos que o estudo seja um instrumento estratégico e auxilie, tanto o poder público quanto os empreendedores, na tomada de decisões. É importante também manter a dinâmica para atualização constante dos dados e facilitar o acesso dessas informações à sociedade”.

Mais informações sobre o estudo estarão disponíveis a partir de março e poderão ser acessadas através das Prefeituras, CDL de Bom Jesus da Lapa, Acelem e no Sebrae.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br