IV edição da Festa Literária de Barreiras promoveu diversidade cultural e valorização do povo geraizeiro

Publicada em 28/05/2019 às 07:18

Fonte Dircom

A IV edição da Festa Literária de Barreiras – FLIB, iniciada na manhã de quinta-feira, 23, mostrou que o maior evento literário da região vem atraindo mais público a cada ano. Apreciadores de arte de todas as idades, estudantes e educadores tiveram até o dia 25, sábado, para percorrer as trilhas temáticas compostas por apresentações de dança, música, poesia, lançamento de obras, cursos e palestras.

Já na noite de quinta-feira, o Centro Cultural Rivelino Silva de Carvalho sediou a conferência de abertura com a presença do prefeito Zito Barbosa, da vice Karlúcia Macêdo, da curadoria da FLIB (UFOB, UNEB, IFBA, NTE 11, ABL), do vice-presidente da Câmara João Felipe, da secretária de educação, Cátia Alencar. O evento teve início com a apresentação do Coro Sinfônico de Barreiras, que executou os hinos nacional e municipal, seguido do membro da Academia Barreirense de Letras Durval Nunes, que declamou uma poesia em homenagem a Barreiras.

Após o prefeito Zito Barbosa dá por aberta a FLIB 2019, a professora Marilde Queiroz, curadora da FLIB, falou das demandas para a próxima edição da Festa Literária, e discursou sobre a temática “Cultura dos Gerais Desaguando nas Literaturas”, que foi base para o desenvolvimento da programação deste ano.

“Falar do gerais é falar de um território cultural, no espaço geográfico do oeste. A temática tem a finalidade de destacar os povos “geraizeiros” e suas culturas, representa um movimento artístico que busca o encontro na diferenciação cultural, o pertencimento nas diferenças e, acima de tudo, entrelaçar veredas de gêneros artísticos para fazer ecoar as vozes da cultura oestina”, enfatizou a curadora.

Diante da dimensão do evento e das demandas apresentadas, o Prefeito de Barreiras, anunciou ações de valorização da educação e cultura que serão realizadas no município.

“Quero dar as boas-vindas aos escritores e autores que vieram prestigiar e fazer parte da IV edição da FLIB, e assumir alguns compromissos com os literatas e com a nossa população. Vamos enviar à Câmara, uma dotação orçamentária específica para realização da FLIB e reservar os recursos a serem utilizados. De comum acordo, com educadores e com a sociedade, vamos estruturar a Biblioteca Municipal, no Palácio das Artes na Praça Castro Alves, porque é um dos melhores espaços que temos. E ainda esse ano, faremos a reforma pensando nessa adequação”, finalizou o prefeito Zito Barbosa.

Em seguida o renomado literata Antônio Torres realizou a conferência de abertura com suas abordagens centradas no tema “Literatura como empoderamento”.

O evento foi distribuído em quatro trilhas trazendo aos espaços públicos e áreas do Centro Histórico o maior movimento literário do oeste da Bahia, dividido da seguinte forma: Trilha das Águas – FLIB Tema e Artes, Trilha dos Buritis – FLIB Jovem, Trilha dos Pequis – Flib Autores e Trilha dos Oitis – Flibinha.

“Mas do que desenvolver o senso de pertencimento do nosso povo, a FLIB favorece uma prática didática-pedagógica realmente significativa, não só na rede municipal de ensino, mas também na rede estadual e ensino superior”, destacou a secretária municipal de educação Cátia Alencar.

A programação de abertura foi encerrada com show de Bosco Fernandes, na Praça Landulfo Alves.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br