Cultura das Carrancas é tema de espetáculo em São Desidério

Publicada em 13/02/2017 às 15:20

Texto Ana Lúcia Souza | Fotos Arquivo Cia de Teatro Trakinus

Uma promoção da Companhia de Teatro Mistura de Ibotirama foi apresentado entre as noites de 09 e 10, no Centro Cultural Celso Barbosa o espetáculo Carranca, que trouxe também exposição de carrancas dos carranqueiros Eugênio Artes e Neilson Pinto. Como parte da programação, durante o dia, foi realizada uma oficina de teatro para atores locais.

O ator e diretor do espetáculo, Gilberto Morais é Zé das Carrancas, personagem construído no decorrer da peça que interage com o público com provocações acerca da valorização do Rio São Francisco e seus afluentes, por meio de um texto marcado por reflexões políticas, comédia, poesia de cordel e música.

“Hoje em dia, as pessoas pouco dão valor ao artesanato. Preferem comprar um celular novo. Esse espetáculo traz esse diálogo, além de tornar o público conhecedor da tradição das carrancas, muito utilizadas nas proas dos barcos, e faz um questionamento a respeito de como a população deve ajudar a preservar os rios”, frisou o ator que destacou ainda sobre a realização da oficina de teatro. “Paralelo ao espetáculo oferecemos oficina para atores como o objetivo de fortalecer o teatro local”, complementou Gilberto.

A apresentação contou com a parceria da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo e do grupo de Teatro Trakinus. “Este momento representa diversão, mas também conscientização. Uma oportunidade para os artistas da terra de aprender mais, além da valorização das tradições das carrancas”, afirmou o secretário de Cultura Josivaldo de Oliveira. “Estamos muito entusiasmados para que outros eventos culturais como este aconteçam e trabalharemos para que essa arte alcance dimensões maiores em nosso município”, completou a diretora de Cultura, Greyce Carvalho.

O espetáculo é de rua, mas foi realizado no Centro Cultural devido ao tempo chuvoso. São Desidério é a terceira cidade a receber o espetáculo que já passou por Ibotirama e Paratinga. Leonardo Ravier, de 14 anos, assistiu ao espetáculo os dois dias. “O que mais gostei da peça é quando o ator monta o personagem na frente da plateia e deixa uma mensagem para preservarmos o Rio São Desidério”, relatou o estudante.

Oficina – Participaram da oficina 10 pessoas, dentre estes, cinco integrantes do grupo de Teatro Trakinus, grupo criado há cinco anos em São Desidério. A oficina aconteceu durante o dia 10. “Para nós foi uma oportunidade ímpar porque representou uma interação do grupo com a arte e troca de experiências”, destacou a coordenadora do Trakinus, Daniela Pereira. O estudante Jonathan Batista, é integrante da Cia de Teatro Trakinus e também participou da oficina. “Aprendi muitas técnicas durante a oficina e esse momento representou muito para mim, pois pretendo seguir a carreira de ator”, afirmou.

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br