Secretaria de Meio Ambiente faz apreensão de sons automotivos em Barreiras

Publicada em 22/06/2015 às 11:12

som

Da redação JornalNF | Fotos arquivo Semma

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) tem agido de forma coercitiva e feito diversas apreensões de sons automotivos de pessoas que insistem em desrespeitar a Lei Municipal 933/2011 que prevê os limites máximo de sons e ruídos na cidade de Barreiras, Oeste da Bahia.

O som alto, além de contrário às normas de boa convivência em sociedade, incide em contravenção penal que prevê, além da apreensão do equipamento, multa e pena de até três meses de detenção.

Para inibir a ação de pessoas que insistem em perturbar o sossego dos barreirenses, seja na cidade ou na zona rural, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a Promotoria Pública, o 10º Batalhão de Polícia Militar e a Guarda Municipal assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Assim que receberem uma denúncia de som alto, seja em carros ou bares, uma equipe da Semma e da Guarda Municipal se dirigem até o local indicado, recolhem o som e notificam o proprietário.

Só em 2015 já foram aplicados mais de 100 autos de infração que geraram multas e processos criminais. Houve dois casos de reincidência, onde o proprietário teve o som apreendido e destruído, além da aplicação de multa em dobro e novo processo criminal.

Segundo Nailton Almeida, secretário de Meio Ambiente, na primeira vez que a pessoa é denunciada, ela tem o som recolhido e devolvido posteriormente, juntamente com multa, além de o proprietário responder processo criminal. “A multa é proporcional a altura do som, medida em decibéis. A mais baixa custa R$ 1.000,00. Quanto mais alto o som, mais salgada é a multa”, afirmou Nailton.

Tabela de volumes em decibéis

Tabela de volumes em decibéis

A Lei 933/2011 prevê ainda a apreensão de som de carro nas portas de escolas, hospitais, até mesmo em via pública. “Se for flagrado com som acima do permitido, o equipamento será apreendido e o proprietário receberá multa e responderá processo”, avisou o secretário.

som1

Como a fiscalização tem agido muito forte na cidade, os boyzinhos, que não passam de uns alienados, têm ido para os povoados da zona rural para levantarem as tampas traseiras dos seus carrões ou até mesmo os paredões de sons em caminhonetes, para perturbarem a paciência dos moradores dessas comunidades. O som colocado é tão alto que é capaz de derrubar passarinho do ninho. Segundo Nailton Almeida, a Guarda Municipal recebeu treinamento para coibir a poluição sonora, tanto na sede, como na zona rural e foi dotada de um decibelímetro, equipamento utilizado nas fiscalizações. “Independente do local, se estiverem incomodando e forem denunciados, a equipe de plantão da Semma irá até o local para acabar com a poluição sonora, uma vez que ela se apresenta como um vetor de violência e um dos elementos de degradação da qualidade de vida”.

som3

O resultado prático das ações e os resultados positivos gerados pelo TAC estão despertando a atenção de outros municípios da Bahia, que têm entrado em contato com a Secretaria de Meio Ambiente de Barreiras solicitando assessoria e informações.

som2

Se você estiver sendo incomodado por pessoas que colocam som alto, acima do permitido, e que não respeitam os seus semelhantes, podem ligar para o telefone (77) 3612-9600 (Semma) e fazer sua denúncia.

4 Comentários

  1. jaqueline disse:

    Poss fazer a denucia tambem aos fins de semana? Pois as vezes alguns vizinhos colocam ou aparecem com amigos que poem sons automotivos na porta d casa, a gente liga pra policia mas eles n vem as vezes por causa d uma ocorrencia mais grave.

  2. Edna disse:

    Espero em Deus que os órgãos competentes façam valer a Lei, pois tenho vivido por mais de 03 anos com este problema com um bar vizinho a minha casa e como o Sr. Anderson por várias vezes tenho recorrido a Policia, mais eles me dão respostas semelhantes a dele ou me mandam procurar a Sec. do Meio Ambiente.

  3. Anderson disse:

    Se funcionar mesmo é uma boa iniciativa. Agora a reportagem só não mostrou em quais horários e dias da semana podem ser feitas as denúncias.
    Eu mesmo já liguei para o 190 (à noite num sábado) reclamando de som alto na vizinhança e a resposta que ouvi do policial de plantão é que as poucas viaturas existentes na cidade estavam envolvidas em atividades mais importantes do que cuidar som alto, se eu quisesse conversasse com o vizinho e resolvesse eu mesmo com ele.
    Vamos ver se vai funcionar mesmo!!!!!

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br