Secretária de Educação de Barreiras repudia violência sofrida pela diretora da Escola Duque de Caxias

Publicada em 25/01/2018 às 11:19

 

Fonte Dircom

A secretária de educação do município de Barreiras, Cátia Alencar, manifestou REPÚDIO à violência física sofrida pela colega, professora municipal e diretora do Colégio Estadual Duque de Caxias, a professora Iliege Maria Viana. O fato ocorreu nesta quarta-feira, dia 24/01, dentro da unidade de ensino estadual, quando a profissional foi covardemente agredida por um ex-aluno.

“É inadmissível que qualquer profissional, especialmente os professores que têm a missão de ensinar e formar cidadãos, sejam atacados de forma covarde e violenta por aqueles que deveriam respeitar e valorizar os educadores. Sentimos muito o ocorrido, e manifestamos a Iliege, nossa solidariedade e disposição de ajudar no que for preciso.

Este fato, que muito nos entristece, também nos impulsiona na busca de ações efetivas para melhorar a segurança dos trabalhadores e trabalhadoras da educação, que estão presentes em cada escola, atuando e buscando cumprir a sua missão com dignidade.

Além disso, conclamo a todos os colegas, a repudiarem tais atos agressivos e covardes, seja dentro ou fora do recinto escolar. É preciso evitar o crescimento e propagação da violência, e promover uma sociedade com paz e tolerância!”, disse a secretária Cátia Alencar.

9 Comentários

  1. Fernando Brasil disse:

    ESSES DELINQUENTES SÃO FRUTOS DOS PTRALHAS QUE DEIXARAM E CRIARAM UMA LEI DEFENDE MARGINAIS

  2. Edson disse:

    Boa noite,

    O resumo é único a cada dia as profecias estão se cumprindo

    Carta de 2 Timóteo 3: 1 a 5

  3. Meluzia Ribeiro Luz Kiryu disse:

    Compartilho com as colegas da Bahia(Barreiras)o meu repúdio ao fato acontecido .Sugiro que este aluno e família sejam orietados pela Mediação de conflitos da Escola e que seja feito um boletim de ocorrência.

  4. Normeli Moreno Santos disse:

    É muito triste e vergonhoso para o nosso país, ver e ouvir um noticiário desse,que um educador é formador de várias profissionais esta o sendo espaçados por marginais que não sabem onde está a educação..Lembrando que as nossos malditas leia amparar os menores delinquentes que comete atos dessa forma, prêmio somente vim a entender o por que a falta de respeito as professores do nosso país , quando me formei em pedagogia e perceber que para o nosso Estado e mais fácil não investir na educação da população para que não se torne pessoas críticas contra o próprio sistema. É claro é mais fácil investir em leis que nada acrescentar a população , porém só a piora como o Eça que protege o menor de trabalhar mas dá gruda se praticar crimes com outra Pessoa. Esse menor vai para a casa de recuperação mas não sai recuperado! Nos professores sofremos com a falta de valorização da classe! Nesse país se valoriza até mesmo quem comete os mais graves crimes e corrupção, sendo que os grandes formadores não esquecidos , desprotegidos é desvalorizados! Que triste!! ver esta notícia! !

  5. Claudiene disse:

    Interesante q pra agredir elas não se lembra q são de menor…tem q haver uma lei q seja severa quando um menor infrator fazer certos atos inconvinientes…quando eles aprederem a pagar pela mal educação q fazem ao proximo,ai vão parar de dizer a frase n acontece nada não pq sou menor…

  6. Emerson disse:

    Por isso que nosso pais vai de mal a pior, além dos professores sofrerem com o sistema, ainda apanha de vagabundo.

  7. Maristela disse:

    Ninguém é atacado de pronto. Já deve ter ocorrido indisciplina, mal comportamento, desrespeito, desobediência etc. O MAL cresce quando quem deveria cuidar do funcionamento dentro da normalide de omite. O professor é um só para muitos alunos, variados conteúdos, muitas burocracias, muitas diferenças e não pode ser penalizado com indisciplina. Manter disciplina em sala para expor conteúdo ou atividades não se compara à defesa pessoal. Não é empreitada do professor e sim, daqueles que devem proporcionar segurança e paz na escola.

  8. Marcos Louzada disse:

    Vergonha um aluno vai continuar fazendo isto, vergonha maior da falta de justiça deste País e mais vergonha ainda é a falta de berço deste aluno , sabe quanto esta Diretora realizara seu serviço sem medo ,Nunca mais

  9. Secretaria da Educação do Estado da Bahia disse:

    Em relação ao ocorrido envolvendo a diretora do Colégio Estadual Duque de Caxias e um estudante, a direção do Núcleo Territorial de Educação da Bacia do Rio Grande (NTE 11), com sede em Barreiras, informa que orientou a direção da escola a registrar Boletim de ocorrência e acionar o Conselho Tutelar.

    A direção do NTE 11 está convocando a família do estudante para definição das medidas educativas.

    Assessoria de Comunicação
    Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br