Operação SOS Barreiras encerra com saldo positivo

Publicada em 03/03/2016 às 07:40

sos

Ascom Aiba

Mais de 8 mil toneladas de lixo e entulhos foram retiradas de lotes e terrenos baldios em Barreiras e levados ao aterro sanitário. Esse foi o resultado do mutirão de limpeza promovido pelos produtores rurais, durante a campanha S.O.S Barreiras, que fez uma verdadeira faxina nestas áreas, com o intuito de acabar com os focos do mosquito aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya.

Conforme balanço foi divulgado nesta terça-feira, 01, o saldo da ação coordenada pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e o Sindicato de Produtores Rurais de Barreiras (SPRB) não para por aí: ao todo, cerca de 360 propriedades foram limpas, de onde foram retiradas quase 550 carradas de entulhos e 483 de cascalho, que foram aproveitados para terraplanar algumas ruas esburacadas.

Tudo isso foi realizado em apenas 10 dias – período de vigência da operação, que foi deflagrada no dia 16 de fevereiro e encerrado na última sexta-feira, 26. A iniciativa envolveu 24 máquinas agrícolas, como caçambas, patrolas, retroescavadeiras, motoniveladoras, entre outras cedidas pelos produtores à prefeitura, responsável pela coordenação dos serviços.

De acordo com o supervisor de Patrulha Mecanizada da Abapa, David Tavares, que esteve à frente da Operação, foram formadas sete frentes de trabalho e distribuídas em várias ruas e avenidas dos bairros Mora da Lua (De Baixo), Morada da Lua (De Cima), Renato Gonçalves/Aratu, Serra do Mimo, Santa Luzia, São Miguel, Vila Brasil, Vila Dulce e Conjunto Habitacional Rio Grande.

O presidente da Aiba, Júlio Cézar Busato, ressaltou a relevância da ação para a comunidade barreirense. “Os números apresentados são excelentes, isso demonstra que cumprimos com êxito o que nos propomos fazer. Em dez dias de trabalhos intensos, demos uma grande contribuição ao município e esperamos ter incentivado outros segmentos da sociedade a entrarem na luta também, pois o combate ao mosquito é um dever de todos”, disse Busato, ressaltando que daqui pra frente, a prefeitura dará continuidade às ações preventivas, sem contar com o maquinário dos produtores, pois o mesmo já está de volta às fazendas, devido ao período de colheita.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br