Ong Lobo resgata mensalmente seis animais vítimas de abandono e maus tratos em Barreiras

Publicada em 21/12/2018 às 08:16

Ascom Lobo

Dezembro é considerado o mês de conscientização sobre a guarda responsável dos pets. Justamente durante este mês, bem como janeiro, o número de animais abandonados aumenta em relação à média anual. As razões são diversas, e também injustificáveis: famílias viajam de férias e optam por rejeitar o animal; ninhadas inesperadas; animais de grande porte para espaços pequenos; alteração do nível econômico ou desemprego do tutor; mudança de endereço; perda de interesse no pet; comportamento problemático do animal; alegria de algum membro da família; nascimento de um filho; internação ou morte do tutor ou cuidador, entre outros.

E assim, segue crescendo o número de animais abandonados nas ruas. Estima-se que no Brasil existam cerca de 30 milhões de pets abandonados, sendo 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães, o que compreende a quase 4% dos cães abandonados no mundo.

ABANDONAR É CRIME – A triste realidade indica que, apesar do abandono de animais ser crime e o infrator poder sofrer penalidades previstas na Lei de Crimes Ambientais (lei federal 9.605/1988), como detenção de 3 meses a um ano, podendo ser ampliada caso o animal morra, não tem inibido os “abandonadores de animais”.

A ONG Liga de Ordem para Bichos Órfãos (Lobo), organização não-governamental e sem fins lucrativos, com sede em Barreiras, resgata em média 6 animais abandonados por mês. O canil Lobo tem hoje 61 cães e o gatil, 104 gatos. Devido a superlotação, a Ong estimula os lares temporários, até a adoção desses animais. Atualmente, 32 cães estão em lares temporários mantidos pela Lobo.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br