Embrapa Pesca e Aquicultura ministrará curso de criação de tambaqui em Barreiras

Publicada em 20/12/2014 às 07:31

tambaqui

Da Redação de Cerrado Rural e da Embrapa Pesca e Aquicultura

Cerrado Comunicação e Eventos fechou, nesta sexta-feira, 19, parceria com a Embrapa Pesca e Aquicultura para a realização do Curso de Capacitação em Cultivo de Tambaqui em Viveiros Escavados Para o Polo Produtivo da Região de Barreiras-BA (“Tambaqui Oeste da Bahia”).

O acordo foi definido em reunião, ocorrida na sede daquele Centro de Pesquisa em Palmas, capital do Tocantins, e dela participaram o jornalista Antônio Oliveira, representando a Cerrado; Alexandre Aires de Freitas, Chefe Adjunto de Transferência de Tecnologia e Marcela Mataveli, Analista, representando aquela Embrapa.

O curso ocorrerá entre os dias 16 e 20 de março de 2015, em Barreiras. Com vagas limitadas em apenas 40, ele está voltado, preferencialmente, para profissionais e acadêmicos das áreas de engenharias de Alimento e de Pesca; agrárias; veterinária e zootecnia que atuam em todo o oeste da Bahia. “São técnicos que vão ficar como instrutores e multiplicadores de conhecimento específico do tema na região”, explicou Alexandre Aires.

A realização deste curso faz parte da nova estratégia da Cerrado Editora, Comunicação e Marketing – editora da revista Cerrado Rural -,  e da Cerrado Comunicação e Eventos em desenvolver, juntamente com parcerias afins, como governos de estados;  prefeituras; SEBRAE;  sindicatos rurais (de trabalhadores e patronais); Sistema S, voltado para a agropecuária, etc,  produtos e ações voltados para o desenvolvimento, a integração, o conhecimento e a profissionalização dos cerrados da Bahia e do Tocantins, áreas de atuação deste sistema empreendedor. Aliados, a essa linha de cursos, estão dois outros produtos: a Feira de Tecnologia para Pesca e Aquicultura dos Cerrados da Bahia e Tocantins (Piscishow), caminhando para sua segunda edição e Congresso e Mini-Feira de Avicultura, Suinocultura e Laticínios dos Cerrados da Bahia e Tocantins (Avisuleite).

A Embrapa Pesca e Aquicultura é a mais nova unidade de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (Embrapa). Está sediada em Palmas, onde constrói ampla e moderna sede administrativa e de pesquisas. Sua missão é melhorar a pesca e aquicultura brasileiras, crescendo á em qualidade e quantidade, tornando o Brasil bem competitivo em relação aos maiores produtores de pescado no mundo, além de contribuir para a melhoria das condições alimentares dos brasileiros.

Definida esta parceria, segundo o jornalista Antônio Oliveira, o caminho agora é buscar mais parcerias para se aliarem a Embrapa Pesca e Aquicultura e a Cerrado Comunicação e Eventos, como forma de redução de custos para seus promotores e, consequentemente, para os alunos (que podem até ter custo zero) – a Embrapa não cobra honorários de seus instrutores. Contudo, há outros custos que ficam por conta de seus parceiros – , bem como aumentar o leque de parceiros responsáveis direto e indiretamente pelo desenvolvimento do oeste da Bahia. “Dividir responsabilidades”, definiu Antônio Oliveira.

Ainda de acordo com o Oliveira, a busca e realização deste curso se justificam pelo imenso potencial que a região oeste da Bahia tem para a aquicultura, hoje o segundo maior produtor de peixes em tanques escavados na Bahia, com potencial para crescer “enes” vezes que as atuais produção e produtividade.

tambaquicapa

O TAMBAQUI

De acordo com os pesquisadores da Embrapa Pesca e Aquicultura, o tambaqui (Colossomamacropomum), se destaca pelos aspectos mercadológicos, econômicos e de acessibilidade de tecnologias que o tornam desejável em relação às outras espécies de peixes da região. A espécie possui características importantes para a piscicultura, como rusticidade, tolerância a baixos níveis de oxigênio dissolvido, boa conversão alimentar, boa adaptação ao cultivo em cativeiro, crescimento relativamente rápido e disponibilidade de juvenis para comercialização.

No entanto, o baixo uso das tecnologias disponíveis no cultivo de tambaqui apresenta relação direta com a produtividade e consequentemente com o lucro.

O CURSO

O curso terá carga horária de 36 horas/5 dias, divididos em três módulos de 12 horas cada.

Os conteúdos dos módulos são:

Módulo 1: Construção de viveiros – 4 horas; planejamento de produção, 4 horas e visita técnica a uma fazenda de produção de peixes, 4 horas.

Módulo 2: Calagem e fertilização de viveiros, 2 horas; Povoamento e alevinagem, 2 horas; Manejo da qualidade de água, 2 horas e manejo sanitário, 2 horas; Aula prática: Fertilização de Viveiros e manejo da qualidade de água, 4 horas.

Módulo 3: Hábito alimentar de peixes, 2 horas; Aspectos básicos de nutrição e alimentação – 2h; Manejo alimentar, 2 horas; Despesca, 2 horas e Aula prática: Manejo alimentar e despesca – 4 horas.

Ao final do curso os participantes serão capazes de compreender o cultivo de tambaqui em viveiros escavados; planejar e/ou readequar um cultivo de peixes sustentável; compreender a infraestrutura necessária para cultivo de peixes em viveiros escavados; determinar o manejo de água necessário para manter o bem estar animal; compreender a importância do manejo alimentar de tambaqui em viveiros escavados e, por fim, compreenderá a importância do manejo profilático da piscicultura.

Para obter mais informações sobre este Curso e fazer pré-inscrição, acesse: http://www.piscishow.net.br/tambaqui-oeste-da-bahia/

2 Comentários

  1. joaquim Cancio dos Santos disse:

    Ola Mauricio, o tamanho do tanque ou viveiro para criar 1.000 alevinos de tambaqui, durante um ciclo que geralmente é de 10 a 12 meses ou de acordo com a exigência de mercado, pode oscilar entre 1.000 m2. e 1.200 m2. dependendo da tecnologia preconizada no seu cultivo, ou seja, se vc utilizar aeradores para oxigenar a água poderá até ser menor.

  2. Maurício Ferreira Cunha disse:

    olá amigo quero saber o tamanho de um tanque para criar mil alevinos e quero saber se da para criar no quintal de casa?espero respostas

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br