Dó Miguel conclama que Ministério Público proiba cobranças de contas da Vivo

Publicada em 20/01/2015 às 17:50

do

O empreendedor Dó Miguel está propondo ao Ministério Publico que suspenda as cobranças das contas da VIVO em Barreiras, Oeste da Bahia. Na opinião de Dó não basta apenas a ação judicial impedindo a abertura de novas linhas. É necessário que o Ministério Publico entre com novo pedido suspendendo também as cobranças das contas, uma vez que o consumidor paga e não recebe o serviço.

Dó Miguel questiona também a postura do Procon de Barreiras que não vem agindo diante de uma situação absurda como essa.

SUSPENSÃO DO ALVARÁ

O empresário propõe a Prefeitura de Barreiras que avalie a legalidade para, se for o caso, suspender o alvará de funcionamento da VIVO até que a empresa normalize os serviços. “O que não pode é o povo de Barreiras continuar sendo lesado sem que nenhuma atitude seja tomada pelas autoridades”. Dó enfatiza que a vivo vem provocando grandes prejuízos na economia local e regional, além de se tornar inoperante quando uma pessoa precisa acionar com urgência os serviços de Saúde e Segurança Publica. “Se alguém precisa pedir ajuda urgente a polícia ou serviço médico a VIVO simplesmente não funciona e isso pode provocar desfechos trágicos inclusive com perdas de vidas humanas. Não se pode permitir que esse descalabro continue em Barreiras e na região”, finalizou Dó Miguel. (Fonte Mural do Oeste)

1 Comentário

  1. Antonio Marcos disse:

    Concordo plenamente,eu tenho uma corretora de grãos no qual uso a operadora vivo para falar com produtores e clientes,e estou sendo prejudicado bastante.Quando não pagamos as contas em dia somos penalizados pela operadora,então ela tem que ser penalizada pela falta de responsabilidade no qual esta tratando seus clientes!

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br