Caminhada da Paz em Barreiras reivindicará segurança

Publicada em 10/06/2015 às 15:18

caminhada

Ascom CDL Barreiras

A insegurança tem se espalhado pelas cidades brasileiras, e em Barreiras esse quadro não é diferente. Segundo dados da Polícia Militar, de janeiro a maio de 2015, 30 homicídios já aconteceram na cidade, um número 48% maior do que no mesmo período do ano passado. Com o objetivo de reivindicar ao estado investimentos em segurança pública e manifestar indignação com o crescente quadro de violência no município, a Comissão Voluntária pela Segurança e Paz em Barreiras (CVSPB) realizará no próximo dia 16 de junho, a Caminhada da Paz.

Para o presidente da CVSPB, Gill Arêas, a mobilização é uma das ferramentas que a sociedade tem para resolver os problemas. “Essa é a melhor forma de chamar a atenção das autoridades em relação ao aumento da criminalidade, e solicitar soluções para esse cenário”, afirmou Arêas.

Segundo o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Barreiras, Rider Castro, a segurança pública é interesse de todos, por isso a CDL apoia essa ideia. “A maior parte das mudanças acontecem após manifestações, e a população barreirense terá mais uma oportunidade para demostrar sua insatisfação”, pontuou Rider, acrescentado que “é através de reivindicações assim que conseguiremos outros investimentos para combater a violência”.

A caminhada terá saída em frente à Câmara de Vereadores de Barreiras, a partir das 16h, e chegada na Praça Castro Alves.

Histórico

A Comissão Voluntária pela Segurança e Paz em Barreiras existe há nove anos e é composta por mais de 40 representações da sociedade civil organizada. Durante esse período a Comissão e sociedade barreirense, a partir de um diálogo com o Governo do Estado da Bahia e o Governo Federal já conquistaram muitas melhorias, não só na área de segurança pública, mas em diferentes setores que beneficiam a população. Entre elas estão: o contorno viário, ampliação do número de voos no aeroporto de Barreiras, presídio regional e Corpo de Bombeiros.

1 Comentário

  1. FERREIRA DE JUAZEIRO disse:

    Leitores e, em especial os moradores dessa cosmopolita, que um dia foi terra feliz. Srs. Aproveito a oportunidade para tecer meu simples e sincero comento. Segurança pública, não diz respeito só ser da responsabilidade da briosa, centenaria de bravos pois, se em determinado logradouro publico, não existe infraestrutura,iluminação etc…, a culpa é da policia? Se o sistema penal,que ao invés de recuperar aqueles que erraram e, ali se encontram, para pagarem pelo feito e, retornarem para sociedade recuperados ou melhores para convivio, isso não acontece e, há anos o sistema agonizando, a culpa é da policia? Se as leis, há muitos anos, não são adequada com avanço e desemvolvimento da sociedade, a culpa é da policia? Se a instituição familia, não mais é como a de outrora, a culpa é da policia? tantas ?????, tenho a fazer a alguns que no meu entender, equivocadamente ou sendo usado como massa de manobra, democraticamente, vai as ruas, reinvindicar os nossos direito, só exigir de uma só instituição que desde sua criação, unica que realmente trabalha 30 h, por dia doando a propria vida em defesa da sociaedade.
    Aproveitando ainda do precioso, para sugerir aos cidadãos, a cobrar dos legisladores, que elaboram/fiscalizam as leis, aos executivos que constroem a infraestrutura de determinada localidade, enfim, que nós enquanto cidadão, será que fazemos a nossa parte, desde o respeito ao proximo até votar conciente, será? Pensem nisso, que Deus continue a nos abençoar e, que tenham todos bons dias.

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br