Buracos: População sem coletivo no Residencial Boa Sorte

Publicada em 29/03/2018 às 10:44

Texto e fotos: Rosane Ferreira – ascomjosebarbosa@gmail.com

Desde segunda, 26, o ônibus coletivo, linha 22, que atendia os moradores do Residencial Boa Sorte não faz mais o percurso dentro do conjunto. O motivo é a infraestrutura deteriorada das ruas. Inconformados com a situação, os moradores procuraram o vereador Dr. José Barbosa (PSC) para buscar uma solução.

“Ao ser informado sobre a mudança de percurso do ônibus que fazia linha no interior do residencial determinei para minha equipe averiguar a situação. Vamos novamente oficializar a Superintendência da Caixa Econômica Federal, que é a responsável pela notificação da empreiteira que construiu o residencial. Também solicitaremos o apoio emergencial da Secretaria Municipal de Infraestrutura. Os moradores além de outros graves problemas que enfrentam não podem ficar sem essa linha que passava dentro do Residencial. Vamos fazer o possível”, disse Dr. José Barbosa.
Dona, Ana Maria, que mora no final do conjunto agora terá que percorrer um longo caminho até chegar à antiga parada de ônibus que fica próximo a um posto de combustível. “Tive que fazer compras no supermercado e voltei com muitas sacolas. Se não contasse com a ajuda de um vizinho não teria conseguido chegar à minha casa”, declarou.

EMBASA – Segundo o morador, Luiz Alberto, a Embasa também contribuiu com esse caos, após diversos serviços realizados sem haver a finalização adequada dos mesmos. “Todo trabalho que a Embasa faz deixa pela metade. Quando chove acaba piorando a situação. Estamos ilhados. As ruas não têm condições de passar nem motocicletas. Agora, para piorar, ficamos sem ônibus. Como pode existir um residencial sem nenhuma manutenção por parte da prefeitura ou da empreiteira responsável por essas casas? Viemos morar aqui com propostas de uma vida digna e nos deparamos com esse descaso que afeta todas as famílias”, desabafa.

INFORMAÇÃO DA EMPRESA DE ÔNIBUS- Mais de mil famílias foram prejudicadas com a suspensão do serviço. Entramos em contato com a empresa Viação Cidade Barreiras, a qual nos informou que fez o possível para continuar prestando o serviço no interior do Residencial Boa Sorte, porém, a grave situação das ruas não permite o tráfego dos ônibus. Conforme a empresa há o risco de atolamento e danos aos veículos. A viação informou que a linha 22 continuará funcionando, todavia, irá somente até a entrada do conjunto.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br