Banda 26 de Maio é temporariamente desativada para adequação jurídica e regimental

Publicada em 17/03/2017 às 07:32

Fonte Dircom

A musicalidade, identidade cultural, difusão da música instrumental e valorização dos músicos sempre foram os objetivos da Banda 26 de Maio, criada pela Lei 93 de 1989. Comemorando 28 anos de atividades, durante todos esses anos, o conjunto instrumental vem sofrendo as conseqüências de uma legislação, que não proporcionou plenas condições de funcionamento da banda desde sua criação.

Neste sentido, a Prefeitura de Barreiras publicou no dia 10 de março o Decreto n° 33/2017, suspendendo temporariamente as atividades da Banda 26 de Maio por até 120 dias, para promover os ajustes jurídicos e as medidas de estruturação funcional, regimental, administrativa e financeira, para valorização da Banda 26 de Maio e seus integrantes.

“A Banda 26 de Maio é um patrimônio cultural de Barreiras. Vamos preservar sim, aliás, estamos buscando medidas para valorizar os músicos, com remuneração definida dentro das rubricas financeiras do município, novos instrumentos, local para ensaios e tudo que for necessário, tendo o cuidado de promover o amparo legal para todas estas medidas”, disse o prefeito Zito Barbosa.

Segundo a coordenadora de cultura, Emilia Moreno, os compromissos dessa reestruturação é principalmente valorização do regente e componentes da Banda 26 de Maio, e também para ajustar condições de logística, visual e instrumental para as apresentações em solenidades, festividades e datas cívicas.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br