“BALA administrativa PERDIDA ” atinge Barreiras e a Sociedade da Bacia do Rio Grande

Publicada em 08/01/2016 às 08:11

barreiras

Não é novidade a preocupação da sociedade civil e dos poderes públicos com o flagelo da violência na nossa cidade de Barreiras e nos demais municípios que compõem o Território da Bacia do Rio Grande no Oeste da Bahia.

Em meados do ano 2015 passado, atingimos picos de assassinatos, furtos, roubos e outros delitos com níveis alarmantes nunca anteriormente registrados. Para ilustrar, naquele referido momento tínhamos um assassinato a cada três dias (03). A sociedade civil fez protestos, manifestações, reuniões administrativas com os operadores da segurança pública da cidade, território e do estado para reclamar providências e oferecer ajuda. Tivemos inclusive com o secretário de segurança pública fazendo pessoalmente o relato da situação e reiterando a ajuda da sociedade civil (financeira, institucional e de gestão).

Para nossa sorte, a região foi agraciada com uma conjunção de gestores da segurança pública integrados e respeitados. Já não falamos da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Federal ou Estadual, denominamos POLICIA DO OESTE. Isso exatamente para ressaltar a integração e ajuda mútua das corporações e seus respectivos comandantes e dirigentes.

Através de um esforço concentrado, proporcionado exatamente por essa integração, tivemos, uma diminuição dos índices nos últimos 04 meses do ano de 2015, fato confirmado pelos dados oficiais registrados e divulgados por nós apurados.

Mas para nossa infelicidade, eis que no dia 24 de dezembro de 2015 a Policia do Oeste e a sociedade da Bacia do Rio Grande foi alvejada por uma “BALA administrativa PERDIDA” . Tivemos a exoneração do Delegado Regional Dr. Carlos Freitas publicada no Diário Oficial da Bahia. Com duplo prejuízo: a vacância do cargo às vésperas dos festejos do final de ano e a retirada desse funcionário público concursado reconhecido por nós e seus pares da ação de combate e repressão ao crime.

A Sociedade da Bacia do Rio Grande abrangida pela 11ª CORPIN – Barreiras não aceita que por divergências internas no âmbito da cúpula da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia, tenhamos o prejuízo das ações de segurança pública com a exoneração do Dr. Carlos Freitas. Além de reconhecido por sua lisura e competência, o delegado é filho de nascimento de nossa cidade de Barreiras ratificando seu compromisso com seus amigos, familiares e concidadãos na busca da excelência para segurança pública da região.

Por conseguinte, inconformados e desgostosos com o ocorrido, solicitamos respeitosamente a reconsideração por parte das autoridades responsáveis pela política de segurança publica da Bahia da exoneração do Delegado Dr. Carlos Freitas, e seus retorno ao posto de Delegado Regional da 11ª CORPIN – Barreiras.

Atenciosamente,

Paulo Baqueiro
Conselho Comunitário de Segurança Pública de Barreiras
Comissão Voluntária pela Segurança e Paz Barreiras

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br