A solidariedade que transforma

Publicada em 12/04/2021 às 09:47

Texto Leila Ribeiro | Fotos Matheus Albuquerque e Agda Queiroz

Está na hora de ver o que se passa na sua rua e no seu bairro. Há muita atividade que poderia melhorar o convívio e a vida das pessoas se cada uma delas absorvesse o espírito do voluntariado, sabendo que mudar o mundo depende primeiramente de uma pequena atitude solidária e humana que está dentro de cada um de nós.

Ações voluntárias fazem muita diferença porque estreitam laços, resgatam convívios de amizade, eliminam a vaidade humana e aproximam as pessoas no entendimento de que o bom mesmo na vida é ser e não ter.

Assistimos todos os dias um índice crescente de aspectos sociais negativos, com sequelas e soluções de continuidade imensuráveis na saúde, educação e segurança pública.

Assistimos também o comodismo de muita gente que, acreditando ser invulnerável a todo e qualquer sinistro, esquivam-se de compartilhar, estão sempre com pressa, ignoram colaboração coletiva e omitem-se no próprio egoísmo.

Há pessoas que são capazes de destinar horas passeando com cães, mas não se oferecem para levar os idosos num dia de sol na pracinha mais perto de casa. Solidarizam-se com semelhantes somente na época do Natal e acreditam que estão aumentando seus créditos com Deus. Está na hora de se trabalhar o hoje. Viver e atuar com espírito de grupo, compartilhando e ajudando no que for possível.

Com este último pensamento a acadêmica de Psicologia, Laryssa Nunes já tinha uma grande vontade de ajudar as pessoas, mas não sabia por onde começar ou a quem ajudar. Foi quando chegou até ela a situação de como vivem as pessoas que residem próximo a invasão do lixão em Barreiras.

Neste momento fez valer o lema da sua profissão: “O todo é mais que a soma das suas partes”.
A partir daquele relato, Laryssa Nunes convidou Hibera Gomes, Agda Queiroz e Matheus Albuquerque, a quem apresentou a situação daquela comunidade.

No último dia cinco o quarteto visitou a comunidade e imediatamente começou com as divulgações e já atraiu a atenção e o olhar de voluntários a exemplo da empresária Vanessa Borges que disponibilizou 20% de toda a venda do seu Bazar de Luxo – @looksdavan2020 para a causa.

Segundo Laryssa, o plano do projeto é arrecadar 97 cestas básicas, roupas, fraldas, leite, máscaras faciais, produtos de higiene e tudo que conseguir para as 97 famílias que moram na invasão. “Lá vivem muitas crianças que precisam de ajuda urgente.” O lixão de Barreiras fica distante 13 Km do centro da cidade, sentido Salvador e é um velho problema social e ambiental que vem passando de gestão em gestão.

Hibera desabafa, “é um amparo simples, mas que com a grande repercussão que já estamos conseguindo, esperamos chamar a atenção pública para que visitem mais essa comunidade que tem água apenas de uma caixa de água abastecida pelo município e relatam passar até dez dias sem água para nada”.

Nos primeiros levantamentos in loco Hibera constatou que poucos moradores possuem documentos de identificação e pede mais atenção, em especial dos vereadores para aquelas pessoas que vivem á margem da sociedade e passam desapercebidos das autoridades públicas.

Ela ressalta “por que não ajudar com uma hora por dia como voluntário? Há tantas maneiras de colaborar que você vai se surpreender, junte-se a nós, compartilhe nossas ações, seja um voluntário!

Mais informações:

(77) 999970368 Laryssa Nunes
(77) 99859-2117 Agda Queiroz
projetocomunidadelixao.com

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br