40 anos da primeira Exposição Agropecuária de Barreiras

Publicada em 12/07/2016 às 09:01

No dia 06 de junho do ano em curso, 2016, ocorreu o aniversário de 40 anos da abertura da 1ª Exposição-Feira Agropecuária de Barreiras, junto com a inauguração do Parque de Exposições Engenheiro Geraldo Rocha, que acabava de ser construído pelo então Prefeito Baltazarino Araújo Andrade.

Localizado em uma bela curva do rio Grande, local que pertenceu ao Dr. Geraldo Rocha, que dá nome ao Parque, próximo à área em que foi por ele construída a Hidrelétrica Rocha, a segunda da Bahia, inaugurada em 1928, o lugar passou, depois a pertencer ao seu sobrinho, Dr. Antônio Balbino de Carvalho Filho, que, generosamente doou-o à cidade de Barreiras, diante do pedido do Prefeito Baltazarino, para ali ser construído o mencionado Parque de Exposições. É um lugar privilegiado, porque fica bem no meio da cidade, facilitando o afluxo da população.

O barreirense Antônio Balbino de Carvalho Filho, que havia sido, inclusive, governador do estado da Bahia, doou também à sua terra natal toda a madeira necessária para a construção do Parque, determinando ao gerente da Sertaneja, Sr. Antônio Henrique Moreira, que a tirasse em suas fazendas e entregasse no próprio local da construção do parque, o que foi uma generosa e substancial ajuda.

O Parque de Exposições engenheiro Geraldo Rocha teve sua construção iniciada em setembro de 1975, em terreno doado a Barreiras pelo ex-Governador baiano Antônio Balbino de Carvalho Filho, que ofertou também toda a madeira necessária à construção

O Parque de Exposições engenheiro Geraldo Rocha teve sua construção iniciada em setembro de 1975, em terreno doado a Barreiras pelo ex-Governador baiano Antônio Balbino de Carvalho Filho, que ofertou também toda a madeira necessária à construção

 

A verba necessária para a construção, quinhentos mil cruzeiros, foi obtida por Baltazarino junto à CODEVASF, em atendimento ao seu pedido feito diretamente ao então Presidente desse órgão, Dr. Nilo Peçanha, o que possibilitou a construção da grande obra.

Outra participação importante foi dada pelo então Comandante do 4º BEC, Coronel Celso Viana, que colaborou ativamente, emprestando os tratores necessários aos trabalhos de terraplanagem e outros, pois então, a Prefeitura de Barreiras ainda não possuía tal maquinário.

Apresentação, pelo Prefeito Baltazarino, das lindas concorrentes ao concurso Miss Exposição, na foto desfilando a Srta. Niedja Negrão

Apresentação, pelo Prefeito Baltazarino, das lindas concorrentes ao concurso Miss Exposição, na foto desfilando a Srta. Niedja Negrão

 

Em uma obra de tal dimensão, Baltazarino recebeu também apoio incondicional de Everaldo Galvão, Zeca Coelho, Maria das Mercês Sales Pereira e contou com a capacidade do Sr. Jurandir Sena, que foi o mestre de obras. Sem falar no apoio familiar de sua esposa, D. Josefa Araújo Andrade, conhecida como D. Maria, além da colaboração da filha Vera, que ficou responsável pela organização do concurso de Miss Exposição, que deu um toque de beleza e juventude ao evento, tendo continuado ainda por muitos anos, nas exposições seguintes. Com o Miss Exposição houve o baile de gala, outro toque de glamour e elegância.

O Parque de Exposições, com todos os currais para acomodação dos animais, casas para a administração etc, começou a ser construído em setembro de 1975, em ritmo acelerado, incluindo a casa onde seriam instaladas as agências do BANEB, Banco do Brasil e Banco do Nordeste, que ofereceram condições de empréstimos a serem pagos parceladamente, com juros subsidiados, para a compra, pelos fazendeiros locais dos reprodutores e matrizes de raças puras e adaptadas à nossa região, além de máquinas agrícolas e outros insumos.

Também um palco e arquibancadas para apresentações de shows de grandes cantores, que depois incluíram até Luís Gonzaga.

Apresentação das concorrentes ao Miss Exposição. Na mesma foto, Aguinaldo Pereira, que introduziu o Trio Elétrico no carnaval de nossa terra

Apresentação das concorrentes ao Miss Exposição. Na mesma foto, Aguinaldo Pereira, que introduziu o Trio Elétrico no carnaval de nossa terra

 

Igualmente foi implantada uma arena para rodeios e outras apresentações, que ainda hoje cumpre o seu papel, e até um restaurante, que continuou por muito tempo a funcionar no local, que era onde hoje fica o espaço de artesanato denominado Colmeia.

Uma lagoa pré-existente foi mantida, cercada por um cais de pedra e era uma das belezas do local, que as aves aquáticas passaram a aproveitar durante todo o ano. Foi feita uma arborização constituída de palmeiras, coqueiros e outras árvores, que, quarenta anos depois, acham-se bem desenvolvidas e embelezam o local.

Esperando-se grande número de pessoas, foi aberto espaço para um parque de diversões e para a instalação de grande número de barracas que ofereciam alimentação e bebidas, cativando mais ainda os visitantes e barreirenses.

O Prefeito Baltazarino Araújo Andrade teve , também, da Codevasf, que doou a verba necessária;do 4º BEC, através do Coronel Celso Viana, com o empréstimo de tratores, que a prefeitura ainda não possuía; de vários amigos, como o Sr. José Coelho,ex-Prefeito de Brejolândia, conhecido por Zeca Coelho, que acompanhou pessoalmente toda a obra; do contabilista da Prefeitura, Everaldo Galvão, da Sra. Maria das Mercês Sales Pereira, além do inestimável apoio familiar, inclusive com a filha Vera organizando o belo concurso de Miss Exposição. Também importante foi a competência e dedicação do Mestre de Obras, Sr. Sena, pai do poeta Ronaldo Sena

O Prefeito Baltazarino Araújo Andrade teve , também, da Codevasf, que doou a verba necessária;do 4º BEC, através do Coronel Celso Viana, com o empréstimo de tratores, que a prefeitura ainda não possuía; de vários amigos, como o Sr. José Coelho,ex-Prefeito de Brejolândia, conhecido por Zeca Coelho, que acompanhou pessoalmente toda a obra; do contabilista da Prefeitura, Everaldo Galvão, da Sra. Maria das Mercês Sales Pereira, além do inestimável apoio familiar, inclusive com a filha Vera organizando o belo concurso de Miss Exposição. Também importante foi a competência e dedicação do Mestre de Obras, Sr. Sena, pai do poeta Ronaldo Sena

A Exposição Agropecuária, pela primeira vez realizada em Barreiras de 06 a 13 de junho de 1976, representou um marco, um divisor de águas para a pecuária de toda a região oeste da Bahia, pois grandes criadores de bovinos, equinos e caprinos vieram apresentar seus animais premiados, reprodutores de raças puras, que, adquiridos pelos fazendeiros locais, passaram a introduzir uma especial melhoria nos rebanhos da região.

Troféus para as premiações

Troféus para as premiações

 

Sr. João Mota, um dos primeiros pecuaristas a trazer gado de raças selecionadas para Barreiras, com seu troféu

Sr. João Mota, um dos primeiros pecuaristas a trazer gado de raças selecionadas para Barreiras, com seu troféu

 

A partir de 1976, com exceção de poucas vezes em que não houve a exposição-feira, anualmente Barreiras recebe esse aporte de animais de raça e maquinário agrícola, que cada vez mais aperfeiçoa a qualidade de sua pecuária. Essa primeira exposição-feira foi o primeiro grande espetáculo precursor do nosso progresso agropecuário, que então começava a se divisar e hoje é uma realidade.

Matéria do BATV – TV Oeste – 05/07/2016

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br