Porque querem desqualificar o remédio contra o câncer?

Publicada em 19/10/2015 às 13:49

do1

Alguns querem desqualificar, mas porque o governo não abraçou a pesquisa e ajudou? O Serra abraçou o Coquetel da Aids, quantos milhões salvaram de lá até hoje. Existe também um forte interesse econômico como dizia nosso Saudoso Badú, bilhões, todo mundo sabe disso.

Atenção o fantástico, através do Dr. Drauzio Varela, tentou desqualificar, porque não tem registro, mas tem resultados há anos em várias pessoas, só pesquisar e verão. Atenção Dr. Drauzio Varela, oncologista do Sírio,ligado a Globo, a indústria farmacêutica. O Sírio fez parceria com esse grupo de cientistas durante quatro anos, porque ele não citou isso, os resultados e porque os cientistas saíram do Sírio? Fiquem ligados, minha esposa Ginja já está tomando as pílulas, nos colocamos a todos que padecem com o câncer os nossos préstimos no sentido de ajudar, acompanhei tudo isso um ano.

O Varela deveria dizer que a químio mata, ela destrói a célula ruim e as boas boas, por isso as pessoas vão definhado até morrerem, mas sabe lá quanto bilhões de dólares rendem pros laboratórios, hospitais, publicidade? Assinado Dó Miguel.

 

 

Veja o que foi publicado

Enfim, um remédio eficaz contra o câncer

4 Comentários

  1. yany leily Martins disse:

    Outro dia fui questionada por uma amiga que se encontra em Salvador,sozinha, em tratamento de Cancer se eu poderia ajuda-la a adquirir estas pilulas pois ela viu uma luz,esperança na rua recuperação ao assistir uma reportagem sobre este caso. Fiquei comovida com aquele pedido. Gente, como faço pra ajuda-la?! Por favor.

  2. Fernando Brasil disse:

    Dr Drauzio é por grande laboratórios todo mundo sabe onde ele passa as férias e bancado por quem.

  3. Cláudia Márcia disse:

    Lamentável a opinião final do Dr. Dráuzio Varela na reportagem, onde diz que não vale dar ao paciente terminal uma “falsa” esperança, já que o medicamento não foi aprovado pela Anvisa e nem passou pelos testes exigidos. Cita, inclusive, que perdeu seu irmão ainda jovem essa doença. Ora, doutor, triste mesmo é não ter esperança. Falar de efeito colateral é bobagem em se tratando de câncer, pois as química trazem efeitos adversos terríveis e nem sempre eficazes. Apenas prolongam a vida do paciente definhando-o dolorosamente e lentamente. Ouvir de um médico que não há mais o que fazer é mais reconfortante e digno que tentar com um novo medicamento e continuar mantendo no paciente e nos familiares a esperança de que enquanto houver vida ainda posso tentar alguma coisa? Não sei o quanto o Dr Dráuzio amava seu irmão, mas sei que eu amava minha mãe imensamente e que não hesitaria em dar a ela esse medicamento se tivesse tomado conhecimento meses atrás. Tive que assistir a morte dela no hospital, pois nada mais deram a ela depois que a desenganaram, só morfina e remédios para conter os vômitos. Nem ao lado pude ficar, pois não consegui uma internação em um hospital para pacientes terminais. Até o último dia de vida, ela me perguntava se ia ficar boa logo e voltar para casa, no que eu respondia que sim. Sei que isso dava alento a ela. Então, não me venha falar de margem de segurança para quem já teve a pena de morte decretada. Deixem que os familiares e pacientes decidam testar a nova droga e que se necessário, assinem documentos se responsabilizando pelos riscos, mas não tirem dos pacientes a possibilidade de cura e alento. E que o tempo revele a verdade.Se há rumores, por que então não acelerar os testes o mais rápido possível ao invés de tentar proibir ou inibir o seu uso? Que a sociedade entre nesta briga junto com o STF para que prevaleça o direito de escolha do paciente, principalmente o terminal, de aceitar a condenação ou de permanecer até o último suspiro lutando pela vida.

  4. Vinicius Lena disse:

    Dó MIguel, acho que está ocorrendo é o mesmo que os grandes laboratórios, a classe médica, os CREMEBES fazem com outro tratamento alternativo a AUTOHEMOTERAPIA. Eles são contrários por que é um tratamento simples, barato, não depende de produtos produzidos pela indústria farmaceutica e ,é eficientíssimo contra a maioria das doenças da terceira idade. E sem depender cde consultas e outros exames caríssimos. É isso que ocorre com este novo tratamento contra o cancer, com certeza. Obrigado.

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br