Dia de Campo da Sementes Oilema é o maior evento em transferência de tecnologia do Matopiba

Publicada em 21/02/2017 às 09:12

Texto e fotos Eduardo Lena

O Dia de Campo da Sementes Oilema chega em sua 19ª edição e a cada ano se consolida como o maior evento de transferência de tecnologia do agronegócio no Matopiba, região que envolve os Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.

Realizado no último dia 18, no Condomínio Irmãos Gatto, localidade de Placas, zona rural de Barreiras, o evento bateu novo recorde de público e contou com mais de mil e quatrocentos participantes.  O publico abrange agricultores, gerentes de propriedades agrícolas, empresários do agronegócio, consultores técnicos, revendedores de insumos e maquinas agrícolas, estudantes, entre outras pessoas que buscam conhecer os últimos lançamentos disponibilizados para plantio, além de adquirir importantes informações nas palestras durante o circuito de campo. “Ficamos gratificados e orgulhosos por atrair tanta gente interessada em conhecer o nosso trabalho. Precisamos reconhecer e dedicar um agradecimento muito especial aos agricultores que plantam Oilema, por nos permitir continuar investindo no aprimoramento da qualidade da nossa produção. Tanto sócios como colaboradores da Oilema sentimos a responsabilidade em trabalhar para que o próximo Dia de Campo supere esse, até porque, em 2018, a Oilema estará celebrando a marca dos 20 anos dedicados à produção de sementes no estado da Bahia”, disse Celito Missio, Diretor Presidente da Sementes Oilema.

Atualmente, a empresa fornece sementes suficientes para o plantio de mais de 650 mil hectares de lavouras, sendo que 50% germinam na Bahia e a outra metade nos outros Estados do Matopiba (Maranhão, Tocantins e Piauí), Mato Grosso e Pará.

Na edição deste ano, a Sementes Oilema reforçou o debate sobre a importância da qualidade da semente no resultado final da lavoura. Para tanto, a empresa trouxe o pesquisador em sementes da Embrapa Soja de Londrina/PR, o Ph. D. José B. França Neto. Durante sua exposição, Dr. França Neto enfatizou a importância de investir em materiais com alto poder de germinação e vigor, pois resultam em um incremento de produtividades que se aproxima de até dez sacas de soja/ha para o produtor. Esse ganho em produtividade fica ainda mais realçado em anos com chuvas irregulares, períodos em que as plantas enfrentam déficit hídrico.

Na segunda palestra, o Engº Agrº e Pesquisador de Pragas e Plantas Daninhas da Fundação Chapadão, Germison Vital Tomquelski, abordou sobre a melhor forma de manejo de produção, controle das principais pragas, posicionamentos dos produtos (quando e como colocar) e a importância das aplicações preventivas, fatores determinantes para sanidade da planta e, consequentemente, pela produtividade do material colocado nas lavouras das fazendas do Matopiba.

As tendências do Agro mundial e brasileiro com ênfase na soja foi o tema da apresentação feita por Vlamir Brandalizze (Brandalizze Consulting) para levar aos produtores informações voltadas ao mercado. “Não basta produzir bem, é imprescindível vender bem.”, enfatizou o consultor. Para Brandalizze, a conjuntura internacional pode refletir positivamente na balança comercial brasileira, com o incremento de novos acordos comerciais entre o Brasil e China. A baixa nos estoques mundiais de soja e a situação das lavouras mundiais também foram citadas dando um panorama favorável aos países com aptidão agrícola, como é o caso do Brasil, que este ano deverá ter safra cheia, com recorde nacional de produção.

Por fim, na ultima tenda, foi abordado outro tema indispensável na atualidade regional, que é a Sucessão na Empresa Familiar. O Oeste da Bahia foi desbravado no início dos anos 80 por grupos familiares e para que a maioria dos empreendimentos agrícolas não passe por percalços é necessário que os gestores mais velhos preparem seus sucessores e comecem o quanto antes uma transição, até mesmo para preservar o futuro da própria família. Este tema esteve a cargo de Dário Suzuki, Magda Miranda e Luciano Cuba, especialistas no assunto.

O próximo Dia de Campo deverá ocorrer em Fevereiro de 2018, oportunidade em que a Oilema celebrará 20 anos dedicados à produção de sementes na Bahia. A expectativa é que seja um evento ainda mais grandioso e enriquecedor.

1 Comentário

  1. Dinossane Triaca disse:

    Muito bem organizado . Um aprendizado enesquecivel.

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br