Acrioeste declara apoio à Regulamentação da Vaquejada Legal

Publicada em 24/10/2016 às 18:22

acrioeste

A Associação dos Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste), entidade sem fins lucrativos com sede em Barreiras, Oeste da Bahia, e que aqui representa os pecuaristas da região, vem por intermédio desta declarar seu reconhecimento e total apoio à ‘Vaquejada Legal’, manifestação cultural centenária com características esportiva bastante difundida na região Nordeste do Brasil.

Na visão da Acrioeste, o esporte equestre evoluiu e na “Vaquejada Legal”, praticada nos moldes preconizados pela ABQM, ocorre a total observância dos cuidados propostos para não maus tratos aos animais envolvidos no evento sejam eles equinos e bovinos. Os cavalos como, por exemplo, são abolidos chicotes, ocorre padronização com esporas esféricas e encapadas. Os bois são tratados com respeito durante as competições, nas quais são abominados quaisquer usos de artifícios torturantes para provocar a corrida e se utilizam cada vez mais de recursos, como o rabo postiço, com o objetivo evitar qualquer sofrimento para estes animais, que são derrubados em pista de areia fofa, exatamente para que não se machuquem, alimentação e hidratação para todos os animais, sombreamento, dentre outros.

A vaquejada é uma atividade típica do nosso homem – sertanejo, e após sua regulamentação será praticada de acordo com as normas de conduta e do bem-estar animal e são amplamente difundida e divulgada em prosa e versos nas mais variadas manifestações socioculturais e folclóricas do norte e nordeste do Brasil.

A diretoria da Acrioeste se solidariza com os envolvidos no segmento do Esporte Rural Vaquejada, uma vez que gera riquezas e proporciona, enquanto atividade econômica, o sustento de milhares de famílias brasileiras, especialmente na região Nordeste.

A Acrioeste apoia ainda o Projeto de Lei do Senado (PEC) que regulamentará em todo território nacional a Vaquejada como prática esportiva, como também todos os outros esportes equestres (Três Tambores, Laço, Corrida, e outros). A proposta busca regulamentar a Vaquejada como manifestação cultural popular assegurada pela Constituição, e elenca uma série de regras a serem cumpridas pelos organizadores e competidores.

Atenciosamente

Stefan Zembrood
Presidente

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br