Abapa leva saúde e qualidade de vida para profissionais das fazendas do Oeste da Bahia

Publicada em 16/09/2019 às 09:48

Ascom Abapa

Com atuação que vai além dos exames admissionais e demissionários, a Saúde Ocupacional previne doenças que podem ser causados pelo ambiente e a rotina de trabalho. Em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi), a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e os agricultores vem transformando, nos últimos anos, a forma como promovem o bem-estar dos colaboradores nas empresas e fazendas. O Centro de Treinamento da Abapa – Parceiros da Tecnologia, proporcionou aos funcionários da Fazenda Mizote, em São Desidério, na última quinta-feira, 12, mais uma dia de saúde preventiva no trabalho. Por meio de uma equipe multidisciplinar em saúde, com profissionais da medicina, enfermagem e radiologia, os funcionários passaram por consultas médicas, exames laboratoriais e de radiografia, teste de acuidade, espirometria e audiometria.

Durante os exames, o coordenador de irrigação da Fazenda Mizote, Roque Santiago, aprovou a iniciativa. “Já tive que ir para clínicas realizar os exames periódicos e, por muitas vezes, perdi tempo em filas. A vinda da unidade móvel para a fazenda traz mais eficiência e melhoria no atendimento em relação ao que tínhamos na cidade”, disse. Já o técnico de segurança do trabalho, Rodrigo Pereira dos Santos, também vê vantagens neste formato de atendimento. “Para nós é um ganho imenso. Antes a gente tinha que fazer o deslocamento do funcionário para Roda Velha, Luís Eduardo Magalhães ou Barreiras, dependendo da necessidade. Agora fazemos isso aqui mesmo, de uma vez só”.

George Lélis, gestor da área de saúde e segurança no trabalho do Sesi, acompanhou os procedimentos e falou sobre os benefícios do atendimento in loco. “Essa estratégia evita o deslocamento do funcionário para a cidade, que gera custos e o desgaste do deslocamento pelo trabalhador. Em uma hora, foram realizados de 40 a 50 atendimentos”, afirma. O representante do Grupo Mizote, o produtor rural Seiji Mizote, considera a segurança e a saúde como principais fatores para o exercício do trabalho. “Os resultados, com a atuação de uma equipe de profissionais especializados em medicina ocupacional e com os recursos tecnológicos existentes nas unidades móveis de saúde, são muito positivos”, afirma.

Para o presidente da Abapa, Júlio Cézar Busato, esta é um programa de sucesso desenvolvido pelo Centro de Treinamento, e que reduz custos e facilita o setor de recursos humanos das fazendas nos processos administrativos de contratação de manutenção dos profissionais na fazenda. “Existe uma satisfação por parte dos nossos produtores associados em relação a este trabalho. Queremos que mais fazendas entrem em contato para levar ainda mais qualidade e agilidade nos atendimentos na área de saúde para quem trabalha no campo”, conclui. Somente este ano, Centro de Treinamento da Abapa – Parceiros da Tecnologia atingiu até setembro cerca de 12 630 mil pessoas visando o aperfeiçoamento, segurança e saúde dos trabalhadores do setor agrícola na Bahia.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br