Buscar notícia: Filtrar: período de: até

Agronegócio em luto: Morre aos 61 anos o pecuarista Nelson Pineda

Publicada em: 2-/-1/2010

 


Da redação Nova Fronteira com informações do Diário de Marília


Faleceu ontem, 22, por volta das 16h, o pecuarista e proprietário das Fazendas Paredão (Oriente/SP) e Lagoa do Paredão (Wanderley/BA), Nelson Pineda. Após sentir-se mal durante a madrugada, Pineda deu entrada na Santa Casa de Marília, onde recebeu tratamento, mas acabou não resistindo a uma parada cardiorespiratória.


O velório foi realizado ao longo de toda noite de ontem e madrugada de hoje, na sede da Fazenda Paredão. O sepultamento ocorreu nesta manhã, às 11h, no cemitério municipal de Oriente.


O pecuarista estava com 61 anos de idade e era casado com Cláudia e pai de três filhos, Denis, Roberta, Leandro.


Pineda administrava a Fazenda Paredão em Oriente/SP e Lagoa do Paredão em Wanderley/BA, onde passou a exercer grande influência na pecuária baiana.


Um dos principais baluartes da pecuária nacional, Nelson Pineda foi convidado pelo governador Jaques Wagner para integrar a Câmara Setorial da Carne da Bahia onde desempenhou importante papel na construção da cadeia produtiva da carne baiana.

 

Ricardo Barata, presidente da Associação dos Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste), na qual o pecuarista era integrante do Conselho Consultivo, lamenta a perda irreparável para a consolidação do crescimento da pecuária regional e lembra que sua morte deixará uma grande lacuna nos eventos que promoviam a pecuária do Oeste da Bahia.


Pineda desenvolveu técnicas pioneiras


Venezuelano de origem e naturalizado brasileiro, Nelson Pineda chegou ao Brasil em 1980, onde logo assumiu o comando da Fazenda Paredão. Engenheiro químico com formação na Universidade de Genebra, na Suíça, o pecuarista trouxe para a região uma série de novas tecnologias que revolucionaram, na época, o trato com o gado.

Durante os mais de 30 anos em que atuou na fazenda, Pineda fomentou essa evolução. A Paredão continua aprimorando sua seleção para desempenho por fertilidade do rebanho.


Esta preocupação levou o pecuarista a ser homenageado com Mérito Pecuário ABCZ em 1996. As vendas de gado passaram a ser organizadas na forma de leilões e foi o Leilão Paredão um dos primeiros eventos em fazenda e o primeiro leilão do Brasil da raça Nelore a comercializar seus animais com avaliação genética combinada com exame andrológico e teste de desempenho sexual.

 

Voltar | Imprimir