Prefeitura de São Desidério inicia Projeto de Recuperação de Nascentes no município

Publicada em 29/03/2017 às 14:42

Texto Diego Souza | Foto Diego Souza/Arquivo da SEMMA

Tendo em vista a vital importância da água de boa qualidade e a possibilidade de ocorrer a sua escassez em várias regiões do planeta, a Prefeitura por meio da Secretaria de Meio Ambiente iniciou na última sexta-feira, 24, em parceria com a Brigada Municipal de Combate aos Incêndios Florestais e moradores da localidade, os trabalhos do Projeto de Recuperação de Nascentes no município. A primeira nascente que está sendo recuperada fica localizada no povoado de Joaquinzinho há 21 quilômetros da sede.

As nascentes são fontes de água que surgem em determinados locais da superfície do solo e são facilmente encontradas no meio rural. Elas correspondem ao local onde se inicia um curso de água (rio, ribeirão, córrego), seja grande ou pequeno. “Iniciamos os nossos trabalhos pela nascente de Joaquinzinho, onde está sendo feito um cercamento ao redor da Área de Preservação Permanente (APP) e também em torno de toda a nascente. É importante que os moradores saibam que os cortes intensivos das florestas nativas, as queimadas, pastoreio intensivo e dentre outros, podem acabar com as nascentes. Por essa razão estamos massificando a relevância de preservá-la. Quero agradecer a significante parceria dos moradores e ressaltar que posteriormente será realizado na comunidade um trabalho de educação ambiental”, alertou o secretário de Meio Ambiente João Antônio Linhares.

Seu Durvalino Pereira dos Santos, morador de Joaquinzinho comemora a chegada dos trabalhos de recuperação e proteção da nascente. “Há muito tempo que moro aqui, e sei da importância da água, então temos que proteger a nascente. Eu sempre aconselho os meus vizinhos a valorizar o que temos aqui, porque se ela acabar, vai ficar mais difícil pra gente. Obrigada à Prefeitura por estar começando este trabalho”, disse.

Para o biólogo e assessor técnico da Secretaria de Meio Ambiente, Vinicius Rocha, o projeto visa frear o desperdício e a degradação da água, bem como a preservação das nascentes. “Assim, todo e qualquer planejamento, no senti do de conservar ou recuperar uma nascente, tem como princípio básico criar condições favoráveis no solo para que a água da chuva possa infiltrar ao máximo e abastecer uma ou mais nascentes. Dessa forma, o projeto visa estabelecer meios para despertar uma consciência de uso racional da água bem como da preservação dos seus mananciais”, explicou.

A área de recuperação da nascente de Joaquinzinho, perfaz mais de 3,500 hectares onde está sendo feito 1.229 metros de cercamento. A equipe do Meio Ambiente ainda plantou 99 mudas de plantas nativas,  a exemplo de Angico, Caroba, Sabiú, Jatobá, Ingá e dentre outros. “As nascentes independente de seu entorno estar ou não coberto de vegetação, devem ser protegidas contra qualquer agente externo que possa romper o equilíbrio, diminuindo a quantidade e a qualidade da água”, assegurou o chefe da Brigada, Celso Arlan. O Projeto será estendido para outras comunidades, já tendo em vista a comunidade de Cabeceira Grande.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br