Pela primeira vez em São Desidério, Saúde realiza cirurgias oftalmológicas

Publicada em 09/05/2017 às 08:23

Texto e fotos: Ana Lúcia Souza

A Prefeitura de São Desidério, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou, no último sábado 06, no Hospital e Maternidade Nossa Senhora Aparecida, o primeiro mutirão de cirurgias oftalmológicas de alta complexidade com recursos próprios do município. Foram feitas 12 cirurgias, entre elas: quatro de catarata, uma de tumor ocular e sete de pterígio.

“É um marco para o município, pois é a primeira vez que é oferecida cirurgia oftalmológica, e nós, estamos procurando atender a proposta de ofertar uma saúde de qualidade, para que as pessoas encontrem no Setor Público o que costumam encontrar somente na esfera particular. A saúde que há muito tempo no nosso município precisava de atenção, está melhorando, e vai melhorar ainda mais a qualidade do atendimento e serviços com a reforma e ampliação do Hospital e Maternidade”, destacou o prefeito Zé Carlos.

De acordo com o cirurgião oftálmico que atende no município, Samuel Flávio Reis, os procedimentos tiveram em média 30 minutos cada, e foram realizados mediante tecnologia moderna. “A maioria dessas pessoas que passaram pelo procedimento cirúrgico da catarata, são idosas e com baixa visão, e a recuperação irá trazer melhorias significativas”.

Segundo o diretor do hospital, Adrianno Almeida, os pacientes passaram primeiramente por uma consulta com o oftalmologista que encaminhou os casos cirúrgicos. “É um procedimento importante para o município que já conta com o atendimento oftalmológico. Agora, com a realização também de cirurgias, complementa a efetividade dos serviços e representa um benefício aos pacientes”.

Solon Xavier da Silva, 58, morador do povoado de Almas, sofria com os sintomas da catarata há alguns anos e passou pela cirurgia. “Tudo ocorreu bem. Para mim é uma bênção ter tido essa oportunidade, porque não tinha como pagar pela cirurgia. E tenho fé em Deus que a recuperação vai dar tudo certo”. Isabel Cabral de Almeida Teixeira, 50, moradora da localidade de Vereda Alegre, passou pelo procedimento cirúrgico de pterígio. “Já uso óculos há muito tempo e ainda com esse problema se torna mais difícil. Não teria condições de fazer uma cirurgia particular. Agradeço muito à Prefeitura por nos dar esta oportunidade e por estar olhando pelos mais carentes”, afirmou.

Catarata: É uma doença que consiste na opacidade total ou parcial do cristalino (lente natural do globo ocular), que é responsável pela focalização da visão para perto e para longe. É a diminuição progressiva da visão, podendo ser congênita ou adquirida (que é a forma mais frequente da doença). Estima-se que no mundo, cerca de 160 milhões de pessoas tenham esta doença, considerada a maior causa de cegueira evitável. No Brasil são 2 milhões e surgem cerca de 120 mil novos casos ao ano.

Pterígio: É uma formação carnosa que avança sobre a córnea, geralmente do lado nasal. Trata-se de uma resposta do olho a um processo de irritação ocular crônica, em que a exposição à luz solar e ao vento contribui para o agravamento. Além do olho vermelho, o pterígio causa sensação de corpo estranho e ardor ocular. Não causa perda da visão, mas sua presença pode provocar alterações da córnea, com aparecimento de astigmatismos elevados, que muitas vezes não são corrigidos pelos óculos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br