Menina de 11 anos estuprada pelo pai, citava Virgem Maria para justificar gravidez

Publicada em 06/01/2017 às 09:30

Hildeberto Jr. |G1 Piracicaba e Região

A Polícia Civil de Piracicaba (SP) investiga se mãe de uma menina de 11 anos sabia que ela foi estuprada pelo próprio pai. A criança teve um bebê em casa, que foi abandonado na quarta-feira, 04, em um canavial. O pai nega o crime e a mãe diz que não sabia que a filha estava grávida do marido. Um convite para um chá de bebê achado junto com a criança foi a pista que levou os investigadores até a menina de 11 anos e depois aos outros familiares.

De acordo com o investigador Jeferson Antônio Dias, a mãe da criança de 11 anos disse que a menina ficava muita quieta durante a gestação. “Ela contou que, por diversas vezes, perguntou quem era o pai, mas a garota dizia que isso pode acontecer e mencionava a Virgem Mária, que um filho sem ter relação sexual”, afirmou o policial.

Abandono
O bebê foi encontrado na noite da última quarta-feira, 04, ainda com o cordão umbilical, após uma denúncia anônima. Conforme a PM, que atendeu o chamado, suspeitava-se que ele tinha sido abandonado apenas duas horas após o parto. O menino estava enrolado em uma toalha, em uma caixa de papelão dentro de uma bolsa de mão, de acordo com os policiais militares.

Segundo a Polícia Civil, a menina deu à luz na tarde de quarta e o parto foi realizado dentro da casa dela, no distrito de Ártemis, área rural de Piracicaba. A mãe da menor confessou que fez o parto e depois avisou o marido, que descartou o bebê em frente a uma chácara do bairro Itaperu por volta das 20h.

A mãe da menina afirmou aos policiais civis que não sabia que o marido abusava da filha. Ela foi liberada, mas poderá responder por abandono de incapaz. Já o homem, que tem 36 anos, ficou detido na delegacia. A Polícia Civil pediu a prisão preventiva à Justiça. Ele é suspeito de violência sexual contra a própria filha, além do abandono.

Chá de bebê
O convite para um chá de bebê, achado na bolsa onde estava a criança, foi a pista que levou os policiais à mãe do recém-nascido. O evento foi realizado em dezembro por um casal que também está para ter filho. Segundo eles afirmaram à polícia, a mãe da menina dizia à família que ela não estava grávida, mas apenas tinha engordado.

Pai nega abuso
O pai da menina negou à Polícia Civil que tenha abusado sexualmente da filha. Ele afirmou ainda que não sabia que a garota estava grávida. Conforme os investigadores, o homem já foi preso por assalto em 2007 e saiu da cadeia em 2010.

Cuidados médicos
A garota de 11 anos foi levada para um hospital de Piracicaba para se recuperar do parto. O bebê também ficou em observação em uma unidade de saúde da cidade.

Oferecimento:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br