Eu ainda acredito na força das palavras!

Publicada em 07/12/2017 às 09:37

 

Padre Ezequiel Dal Pozzo
contato@padreezequiel.com.br
www.padreezequiel.com.br

O que faz mesmo o ser humano feliz? Uma pessoa pode ter aparentemente tudo, mas terá pouca alegria se não for atingida pela palavra. É a palavra que constrói o ser humano. É a palavra que nos faz compreender o que somos. É através dela que, desde cedo, aprendemos o que é certo e errado, o que devíamos seguir ou não para sermos felizes.

Somos resultado da palavra desde o ventre materno. Acolhemos as manifestações de amor ou agressividade de nossos pais desde o princípio. Na escola, nos relacionamentos, com amigos, na empresa, a construção da vida passa pela mediação da palavra. E as atitudes? Não somos formados também pelas atitudes que presenciamos e pelas nossas próprias atitudes? Sim, isso é verdade. Mas as atitudes expressam um jeito de compreender a vida. As atitudes também são comunicação. Elas expressam o que somos. E o que somos é o resultado das muitas palavras que ouvimos, atitudes que presenciamos, experiências que nos tocaram e foram nos formando.

Ainda, o que somos é resultado daquilo que nós mesmos fizemos por nós e daquilo que outros fizeram por nós. Por isso, a palavra que ouvimos e as atitudes que presenciamos formam o nosso jeito de compreender a vida e de viver a vida. Normalmente, a pessoa não vive uma vida diferente daquilo que aprendeu. Alguém pode até dizer: “mas eu ensinei diferente para esse meu filho”. Mas o que garante que aquilo que você quis ensinar, ele de fato aprendeu? Vai perceber somente observando a vida que ele vive. Por isso, dá para dizer que a vida se constrói pela mediação da palavra. E mais, a vida feliz acontece pela força da palavra boa, palavra de sentido, que eu recebo. Não há sentido para a vida sem o alimento da comunicação, isto é, da boa comunicação. Da comunicação que fala a verdade e expressa a verdade que o ser humano é. Não basta falar a verdade. É preciso buscar a verdade daquilo que o ser humano é. E aqui não há respostas prontas e acabadas. Precisamos estar sempre na busca, no empenho, para compreender melhor o mundo e o ser humano. E nessa busca compreenderemos também o sentido de Deus para a vida. Isso passa por aquilo que ouvimos, falamos e lemos. Que palavras você costuma ouvir no seu trabalho, com seus amigos, nos seus ambientes de vida? Que tipo de palavras saem de sua boca?

Pensemos nisso!

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br