Como vou viver o Natal?

Publicada em 15/12/2017 às 09:43

 

Padre Ezequiel Dal Pozzo
contato@padreezequiel.com.br
www.padreezequiel.com.br

Celebrar o Natal não é lembrar um acontecimento passado. Jesus não veio e nem virá. Jesus vem! O acontecimento é atualizado na história. Por isso, não é a celebração do aniversário de Jesus. Celebrar o Natal é a oportunidade de atualizar na minha vida, na vida de minha família, no meu trabalho, na sociedade inteira, o sentido do nascimento de Jesus. Que significado Jesus tem para a minha vida? Se acolho em mim, no meu coração, o menino do Belém, o que isso produz em mim?

O tempo de Advento, que são as quatro semanas que antecedem o Natal, nos convida à preparação para esse acontecimento. Uma palavra importante que aparece na Palavra de Deus é VIGILÂNCIA. O vigia deve ficar acordado, atento ao que se passa em sua volta. Não pode dormir enquanto vigia. O sentido da vigilância nos coloca em atenção com a nossa vida. Como eu vivo? O que tenho feito de bom com a minha vida? Estou cumprindo a minha missão neste mundo? Ou tenho desperdiçado muitas energias com futilidades? Vigiar é acordar para a vida, para o bem, para o amor.

Outra palavra importante que acompanha os dias que antecedem o Natal é PREPARAÇÃO. Preparai a sua casa e sua vida para a chegada de Jesus. É o convite à atitude concreta. Pode significar fazermos uma faxina em nossa casa onde habitamos e nossa casa interior. Muitos têm o costume de ajeitar a casa, pintá-la talvez, fazer uma limpeza geral, trocar alguns móveis, deixar o pátio limpo, enfeitar com luzes, arrumar a calçada, jogar fora tralhas e coisas velhas que não servem para nada. Essa faxina faz da casa um ambiente mais agradável. Ali me sinto bem. A nossa casa interior também precisa dessa limpeza. É bom deixar de lado sentimentos negativos, velhas queixas com a vida e com as pessoas, ir ao encontro daquela pessoa que não consegue me olhar no trabalho, ligar para alguém que magoamos ou nos magoou, pedir perdão numa atitude de humildade, entrar em sintonia com Deus no silêncio e na oração, visitar algum conhecido doente, largar aquelas vontades que me fazem pensar somente em mim, nas minhas coisas e nos meus problemas. Essa faxina da alma nos fará muito bem. Nos sentiremos mais em casa. Encontraremos uma paz que só o amor pode dar. E, assim, o meu e o teu Natal poderá ser mais verdadeiro. O menino que vem será acolhido nos corações de quem é vigilante e se preparar com a faxina completa.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br