Antes pedra, agora vidraça: Os desafios de Fernando Machado

Publicada em 06/01/2017 às 17:05

Da redação JornalNF

O blogueiro barreirense Fernando Machado, proprietário de um dos mais importantes e mais acessados portais de Barreiras, assume um grande desafio em sua vida, coordenar o departamento de esportes do município, órgão que até então não possui renda própria e é um dos setores que a cidade mais carece de investimentos.

Fernando, desde os tempos em que atuava na classe estudantil, foi um contestador nato, mas nunca com críticas evasivas e irresponsáveis, pois sempre apresentava um caminho para mudar o quadro deficitário nas áreas de lazer e esporte.

Agora, no cargo de coordenador de esportes, comentou que em conversa com o prefeito Zito Barbosa, foi informado que o prefeito pretende fazer gestão direcionada para as pessoas mais necessitadas nas comunidades mais pobres. “Nós temos um problema estrutural. Barreiras foi embrutecendo nos últimos 30 anos e não oferece opções de lazer e esse é um ponto que Zito quer atacar, com investimentos em lazer para as pessoas e o esporte será um extrato disso”, disse Fernando Machado, questionando que se a polícia consegue chegar até comunidades carentes como o ‘Morro dos Macacos’, por que o município não consegue chegar com lazer e esporte?

No entender do coordenador de esporte, nesse primeiro momento, em função do município não ter dinheiro suficiente para dotar todas as comunidades com centros de lazer e esporte, vai ser necessário buscar recursos nos outros entes federativos, união e estado, além de envolver a comunidade em geral no esforço de oferecer a população opções de lazer e esporte. “Precisamos fazer um pacto pelo lazer e pelo esporte com os comerciantes da cidade, tendo como objetivo central dar um enfrentamento a violência. Está na hora do comércio da cidade entender que não basta agir coercitivamente contra a violência na periferia da cidade e segurança da zona comercial da cidade. Eles precisam ajudar na manutenção das praças esportivas que pretendemos criar, com isso o próprio comerciante ganha, pois terão suas marcas veiculadas em projetos sociais e a população dessas comunidades saberão quais são os empresários que se preocupam com a melhoria da qualidade de vida dos moradores”.

Apesar das dificuldades encontradas no início do atual governo, Fernando acredita ainda que terá a partir do final de 2017 em torno de R$ 2,2 milhões por ano para investimentos em lazer e esportes. “Metade do dinheiro seria proveniente de um acordo entre o prefeito e o presidente da Câmara, Gilson Rodrigues, que se comprometeu em administrar o legislativo com austeridade e no final de cada ano devolver ao município essa sobra de recursos e o restante seria repassado pela própria prefeitura. Com essa verba será possível atender o meu projeto ‘Brincar e Viver’, que tem um custo final de R$ 5 e manutenção de R$ 600 mil. O projeto contempla cinco áreas da cidade já preestabelecida com a construção de cinco pequenos ginásios – modelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Escola (FNDE)-, e no entorno desses ginásios a implantação de outros equipamentos esportivos, para que o local se torne o centro de lazer e esportes da comunidade beneficiada”, relatou Machado, esperançoso que no final desse mandato, essa estrutura de lazer e esporte esteja implantada em Barreiras.

Sobre a situação do atual de Ginásio de Esporte, localizado no bairro Morada Nobre, e que está abandonado a várias gestões, Fernando avisou que na próxima semana vai começar uma obra de reforma. Existe um convênio junto ao Governo Federal no valor de R$ 500 mil, sendo que metade já está na Caixa Econômica Federal para iniciar a obra. “Esperamos entregar para a comunidade já no próximo dia 26 de maio, durante as comemorações do aniversário da cidade”, afirmou o coordenador, ressaltando que o muro do entorno do Ginásio Baltazarino Araújo Andrade será derrubado e na parte inferior das arquibancadas serão construídas oito pequenas lojas. Outra ação que visa revitalizar o local será a instalação de uma feira noturna com barracas de bijuterias, de artesanatos e de comida e produtos orgânicos. “Com o aluguel desses pontos e barracas esperamos conseguir recursos para manutenção desses equipamentos. O mesmo será feito no Estádio Geraldão”.

Ao ser questionado sobre a mudança de ‘Pedra para Vidraça’ nesse primeiro momento em que os recursos ainda não existem, Fernando, apesar de demonstrar preocupação disse estar pronto para o desafio. “Vamos atacar de início a falta opções de lazer nos bairros. Eu pergunto, como podemos investir numa seleção de basquete se nem ginásios existem? Depois de resolvido parte disso, partiremos para solucionar os problemas do esporte, com a criação de campeonatos esportivos e também a preparação de esportistas para competições de alto rendimento. Precisamos mudar o conceito anterior que existia no departamento de esporte do município, que era somente promover eventos esportivos. Se tivermos que optar em reformar ou construir uma quadra poliesportiva ou promover um evento, podem ter certeza que decidiremos pela construção ou reforma da quadra poliesportiva”, conclui Fernando Machado.

Oferecimento:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*

JORNAL NOVA FRONTEIRA
Rua 19 de maio, 103 - Centro - BARREIRAS - BAHIA
Fone: (0xx77) 3611-8811 Email: comercial@jornalnovafronteira.com.br